Crônicas

Momento

Publicado por Leila Gebrim
Data da publicação: 27/07/2017

Até que ponto se pode morrer em vida. Em que momento lutar deixa de ter sentido. Como se afasta a dor de não pertencer, de ter partido sem saber que se partiu. São tantas frases atropelando o juízo que nem chegam a ser perguntas, mesmo porque nem sei se cabem respostas. Lembrar que um dia fui filho antes de ser pai, ser filha antes de ser mãe, que a noite me pariu antes do clarear, que clareando achei que fazia uma vida, ...

Do leite, do leiteiro, do seu filho e da cascata do ribeirão

Publicado por Sebastião Verly
Data da publicação: 25/07/2017

Esse causo é velho mas é bom, merece ser repetido sempre, pois os mais jovens podem não conhecê-lo. Em várias cidades do interior de Minas causos idênticos são contados pelos mais velhos, com personagens locais, o leite, o leiteiro, seu filho e algum córrego ou ribeirão de águas abundantes, cristalinas, caudalosas e piscosas, repletas de piabas e lambaris. Nas capitais, naqueles anos de 1950, o leite já era pasteuri...

XL – Encarando os demônios

Publicado por Bill Braga
Data da publicação: 07/07/2017

Luciana foi mais um dos amores fugidios que eu tive. Quando estávamos internados ela estava namorando com um outro cara que também estava internado. Eu lembro de desejar muito ela, de alguma forma, ganhar um beijo, acalmar meus desejos. Mas isso não aconteceu, todavia viramos grandes amigos. Como sempre as amizades entre internos são um elo fundamental na passagem deles pela clínica, mas dificilmente essas amizades resist...

A ressurreição da barba

Publicado por Carlos Scheid
Data da publicação: 06/07/2017

Leio no jornal que está em baixa o consumo de fraldas e de lâminas de barbear. A P & G deve estar chorando lágrimas de sangue… É natural que as fraldas já não sejam consumidas. Desde que os filhos se tornaram algo a ser “evitado” e os contraceptivos são vendidos na feira, a preço de banana, logicamente as fraldas seriam economizadas. Bem, a notícia deve referir-se às fraldas infantis, pois com a extens...

XXXIX – A tentação de sacanear o Sistema

Publicado por Bill Braga
Data da publicação: 29/06/2017

Não conseguia entender porque me internaram. Eu estava extático, totalmente conectado com tudo e com todos, voltei distribuindo aquela energia ancestral linda de que tive a glória de fazer parte em São Thomé das Letras. Eu havia conhecido um mundo fantástico, fui tocado profundamente por aquela experiência com a madre ayahuasca, por que não me entendiam? Todos os profetas, santos, gurus, místicos sofrem esse tipo de p...

XXXVIII – Sossega Leão!

Publicado por Bill Braga
Data da publicação: 22/06/2017

Assim que cheguei a BH toda a família já estava preocupada, se eu teria surtado, o que era aquele chá que tomei, que besteiras eu teria feito. Não me lembro muito bem do desencadear dos fatos, mas de algumas imagens fragmentadas de tudo que ocorreu naquele dia cabalístico da abertura de uma nova dimensão para nós terráqueos. O dia 21/12/2012 foi o dia em que encontrei com a Daniela e nos meios místicos era considerado...

Pensia que ela uma balata na minha atlás!

Publicado por Saulo Soares
Data da publicação: 14/06/2017

Nhinhinha. Personagem infantil, irresistível, santa e “milagreira” de Guimarães Rosa, no conto “A menina de lá”, de Pequenas Estórias. Claro, se de Guimarães, a linguagem parecerá um idioma desconhecido que, num beijo de “linguística”, apropria-se de nossas palavras, inventando desinventando, mas que, estranhamente… entendemos. Para ela era “tudo nascendo!”. As palavras não...

XXXVII – A volta de quem não foi

Publicado por Bill Braga
Data da publicação: 09/06/2017

Depois de resgatado o carro, a aventura seguia sem a presença da Daniela, o anjo que me levou até ali. Voltei para o Céu de São Thomé, o Ramon e algumas outras pessoas ainda estavam lá. Pedi para ver se poderia dormir ali com eles aquela noite, disseram que não teria problema algum. Eu estava com fome e lá não tinha rango, então voltei pra São Thomé para comer algo. Não me lembro muito bem dos detalhes, mas foram ...