Tamanho da Letra: [A-] [A+]

Movimento 49

Publicado por Wesley Pioest em Poesia
data: 16/12/2010

Movimento 49

o taxi desliza na esquina – chove

um pouco, é uma neblina

paisagem de guardachuvas abertos

poças de água espelhos no asfalto

corpos debatendo

a grande cidade não tem coração

tem parques museus

hotéis

ruas intermináveis

as bilheterias abrem, a fila anda

************

Movimento 50

dueto de azuis famintos e um pássaro

na moldura

o olho examina tudo atentamente

a mão pega na mão

afunda no bolso

alisa a gravata

arranha o cabelo, parco,

e tudo terminas em “as”

a rua se apresenta atrás da vidraça

Compartilhar este Artigo

Leia mais artigos em Poesia

Wesley Pioest - Nasceu em Rubim, estudou em Belo Horizonte, passou por Itacarambi, Muriaé e passa atualmente por Gonzaga. Sempre em Minas. Seu vale é o Jequitinhonha, de onde veio e para onde há de voltar dentro em breve, por bem ou por mal. Publicou a Revista “Liberdade”, os livros “Impressões da Aurora”, “Jequitinhonha – Antologia Poética I e II”, “A Fala Irregular” e “Cabrália”. Parceiro inconstante de Rubinho do Vale, Vagner Santos e Romeu Santos em letras para canções.
Deixe um comentário