Tamanho da Letra: [A-] [A+]

Cidade

Publicado por Guto Amaral em Poesia
data: 18/05/2012

Cor de cidade
Cheiro de cidade
Gosto, densidade
Capacidade de se repetir ao infinito
Sem nunca ganhar sentido

Cidade
Engrenagens que se cruzam
Sem se olhar nos olhos
Perver-cidade
Aglutinação de significantes
Repetição de insignificantes
Alunia

E no sétimo dia fez-se a luz
E ainda que nossos olhos continuassem fechados
O calor da luz criou a sensação de enxergar
Os outros vultos insones
Reuniram-se calados, cansados
E continuaram sua ironia
Sua saga-cidade
Septicemia

Compartilhar este Artigo

Leia mais artigos em Poesia

Guto Amaral -
Deixe um comentário