Español
Tamanho da Letra: [A-] [A+]

Registro – Mario Benedetti (1920- 2009)

Publicado por Editor em Crônicas, Literatura
data: 28/05/2009

image0011

Mario Benedetti foi um poeta e escritor uruguaio. Nasceu em Paso de los Toros Departamento de Tacuarembó em 1920 e faleceu em Montevidéu no último dia 17 de maio aos 88 anos. Por questões políticas, abandonou o Uruguai em 1973. Nos 12 anos de exílio morou na Argentina, Peru, Cuba e Espanha. Em janeiro de 2006, Benedetti se juntou a outros escritores e artistas engajados política e socialmente como Gabriel García Márquez, Ernesto Sábato, Thiago de Mello, Eduardo Galeano e Pablo Milanés em um ato pela soberania de Porto Rico. Escreveu mais de 80 livros de poesia, romances, contos, ensaios e roteiros para cinema. Benedetti teve “uma vida que foi perseguindo a utopia e que, por isso mesmo, encontrou na poesia sua melhor expressão, ou pelo menos, a mais querida, a mais autêntica, e se forjou como a consciência poética de todo um continente”, explicou a biógrafa do escritor, Hortensia Campanella. É dele a frase: “La infancia es un privilegio de la vejez. No sé por qué la recuerdo actualmente con más claridad que nunca.”

Por que Cantamos

Compartilhar este Artigo

Leia mais artigos em Crônicas Literatura

Editor - O editor coleta noticias interessantes e publica para informação dos leitores.
Comentário
  1. Francisco BH

    Gostaria de acrescentar mais duas frases de Mario Benedetti, que era considerado materialista, sobre a existência de Deus:
    “Yo no sé si Dios existe, pero si existe, sé que no le va a molestar mi duda.”
    “Aquele gol que Maradona fez nos ingleses com a ajuda da mão divina é, por agora, a única prova fiável da existência de Deus.”

Deixe um comentário