Tamanho da Letra: [A-] [A+]

Descobrindo Novos Universos

Publicado por Editor em Castaneda e Don Juan
data: 05/06/2012

 

A Posição de Sonho

Os novos videntes são como pescadores equipados com uma linha que se agarra em qualquer parte; a única coisa que podem fazer é manter a linha ancorada no ponto em que afunda. O lugar para onde o ponto de aglutinação se desloca nos sonhos é chamado de posição de sonho. Os antigos videntes ficaram tão especializados em manter sua posição de sonho que eram até mesmo capazes de acordar enquanto seus pontos de aglutinação estavam ancorados ali.

Os antigos videntes chamavam a esse estado de Corpo Sonhador, porque controlavam-no ao extremo de criar um novo corpo temporário, a cada vez que acordassem em uma nova posição de sonho. Devo esclarecer-lhe que sonhar tem um terrível obstáculo. Pertence aos antigos videntes. Está impregnado de seu espírito. Fui muito cuidadoso ao guiá-lo através disso, mas ainda assim não há maneira de estar seguro.

Estou prevenindo-o sobre as ciladas de sonhar, que são verdadeiramente estupendas. No sonho não há realmente qualquer maneira de dirigir o deslocamento do ponto de aglutinação: a única coisa que dita essa mudança é a força ou a fraqueza interior dos sonhadores. Exatamente aí temos a primeira armadilha.

A Trilha do Guerreiro

De início, os novos videntes hesitaram em usar o sonho. Acreditavam que sonhar, em lugar de fortalecer, tornava os guerreiros fracos, compulsivos, caprichosos. Os antigos videntes eram todos assim. Para contrabalançar o efeito nefasto de sonhar, como não tinham outra opção senão usá-lo, os novos videntes desenvolveram um rico e complexo sistema de comportamento chamado O Caminho do Guerreiro, ou A Trilha do Guerreiro.

Com esse sistema, os novos videntes se fortaleceram e adquiriram força interior necessária para guiar o deslocamento do ponto de aglutinação nos sonhos. Essa força não é apenas convicção. Ninguém poderia ter convicções mais fortes do que os antigos videntes, e ainda assim eles eram fracos até o âmago.

Força interior significa um sentido de eqüanimidade, quase de indiferença, uma sensação de estar à vontade, mas, acima de tudo, uma inclinação natural e profunda pelo exame, pela compreensão. Os novos videntes chamaram todos esses traços de caráter de Sobriedade.

A convicção que os novos videntes têm é de que uma vida de Impecabilidade leva inevitavelmente ao sentido de Sobriedade, e este por sua vez leva ao deslocamento do ponto de aglutinação.

Os novos videntes acreditavam que o ponto de aglutinação pode ser deslocado de dentro. Eles deram mais um passo e afirmaram que homens impecáveis não necessitam de ninguém para guiá-los, e sozinhos, através da economia de sua energia, podem fazer tudo que os videntes fazem. Tudo o que necessitam é de uma chance mínima, a de terem conhecimento das possibilidades que os videntes desvendaram.

Tudo o que é necessário é a Impecabilidade, energia, e isto se inicia com um ato singular, que deve ser deliberado, preciso e constante. Se esse ato é repetido por tempo suficiente, a pessoa adquire um sentido de intenção inflexível, que pode ser aplicado a qualquer outra coisa. Se isso é realizado, o caminho está aberto. Uma coisa levará a outra até que o guerreiro descubra seu potencial completo.

Condições de Sonhar

Você não pode explicar o sonhar através de coisas que sabe ou que suspeita saber. Os feiticeiros vêem o sonhar como uma arte extremamente sofisticada. A arte de deslocar à vontade o ponto de aglutinação com o objetivo de ampliar o âmbito do que pode ser percebido. Sonhar é perceber mais do que acreditamos que é possível perceber. O Sonhar nos dá fluidez para entrar em outros universos, destruindo nossa sensação de conhecer este mundo. Sonhar é uma jornada de dimensões impensáveis, uma jornada que, depois de nos fazer perceber tudo que podemos perceber humanamente, faz com que o ponto de aglutinação salte para fora do domínio humano e perceba o inconcebível.

Os feiticeiros antigos ancoraram a Arte de Sonhar em cinco condições que eles viram no fluxo de energia dos seres humanos:

1) apenas os filamentos de energia que passam diretamente através do ponto de aglutinação podem ser aglutinados em percepções coerentes;

2) se o ponto de aglutinação é deslocado para outro posicionamento – não importando que sejam deslocamentos minúsculos – filamentos de energia diferentes e estranhos começam a passar através dele, envolvendo a consciência e forçando a aglutinação desses campos de energia estranhos numa percepção fixa e coerente;

3) no decorrer de sonhos comuns, o ponto de aglutinação facilmente se desloca sozinho para outro posicionamento na superfície ou no interior do ovo luminoso;

4) o ponto de aglutinação pode ser movimentado para posicionamentos fora do ovo luminoso, para os filamentos de energia do universo exterior; e

5) através de disciplina, é possível cultivar e realizar, no decorrer do sono e dos sonhos comuns, um deslocamento sistemático do ponto de agluti

Compartilhar este Artigo

Leia mais artigos em Castaneda e Don Juan

Editor - O editor coleta noticias interessantes e publica para informação dos leitores.
Deixe um comentário