Poesia

Assim caminhamos

Publicado por Antônio Ângelo & Wesley Pioest
Data da publicação: 24/06/2022

Pergunto ao mestre Após a caminhada Para onde vamos Ao fim desta jornada. . E o mestre responde: É longa a estrada. . E logo ao terminá-la Não haverá de nos restar mais nada . Mas este nada Se esquece do possível Do que nem sabemos: . O horóscopo desafia o estabelecido Ou que se quisera ser definitivo. . O que era pergunta é dúvida E num átimo se torna Inconcluso teorema. Compartilhar este Artigo

O nome

Publicado por Antonio Ângelo
Data da publicação: 03/06/2022

Há nomes como pedra, rio, fruta que são os mesmos e fáceis em qualquer lugar quer num escondido recanto de Minas numa cidadezinha no leste russo ou num poeirento vilarejo nas planícies do kansas Mas há o nome que apenas se vê escrito em parede gotejante da caverna brotando em fundos de masmorras em que se devastou inconfidências misturado à ferrugem de algemas esquecido ao fundo de porões tatuagem inscrita no peito do...

Alguém se lembrará?

Publicado por Wesley Pioest
Data da publicação: 22/05/2022

Alguém escuta em embevecido silêncio delicada e atentamente a distante música que impregnou a tarde Mais ao fundo, enfeitando o horizonte, destaca-se, curvilínea, a serra mais linda de todas as serras Esse alguém um dia terá ido embora mas, às vezes, retorna para caminhar sobre a infância perdida nas ruas da pequena cidade Pois a saudade é a lembrança guardada nas gavetas da alma até que sejam abertas em tarde vindo...

A torre

Publicado por Wesley Pioest
Data da publicação: 25/04/2022

Do cume da mais alta torre grito o teu nome não me escutas Do cume da mais alta torre pontilhada em escuridão vejo a cidade E na geometria da cidade vagueias perdida de mim, à minha procura E na insônia da madrugada afundas pretérita, silente, inesquecível Do cume da torre mais alta um homem a esperar fita o relógio E o tempo dá mostras de que nunca em lugar nenhum há de findar Compartilhar este Artigo

Melhor é rir

Publicado por Antonio Ângelo
Data da publicação: 11/04/2022

Vamos lá, antes de mais nada palhaços sem serventia procurar rir de nós mesmos e de nossas trapalhadas absurdas Vamos rir de nossa incongruência de nossas convicções inconsequentes das filosofias de validade vencida dos riscos que não corremos De nossa falta de verve de como nos comportamos frente aos que nos desmascaram ante prêmios que recebemos De como pregamos evangelhos de seitas cujos dogmas desdenhamos de como n...

Um cão nas nuvens

Publicado por Wesley Pioest
Data da publicação: 23/03/2022

um cão nas nuvens abana o rabo o céu se fecha cumulonimbus montanhas fendidas rasgam o firmamento matilhas de sonhos a perseguir pássaros são ilusões ressentimentos legiões bárbaras cruzam a fronteira estrépito de feras aos trovões cães emergem da calçada à mancheias põem-se a uivar desesperadamente a lua se esconde e na contraluz um cão entre nuvens mostra os dentes Compartilhar este Artigo

Benício

Publicado por Antonio Ângelo
Data da publicação: 02/03/2022

Quanta coisa pude aprender com você! Admirar o por do sol, Mirar por horas o céu em noites estreladas A linha, a curva do horizonte. Ensinou-me ainda A deliciar-me com aventuras – ou desventuras Destiladas em um romance As tessituras de uma sinfonia Bach – Beethoven – Mozart A poesia – Drummond Shakspeare – Byron E o cinema – Feline – Ford – Bergman Pintura – basta citar Van Gogh. Por pouco tempo permaneceu...

Escandinávia

Publicado por Wesley Pioest
Data da publicação: 22/02/2022

para Romeu Santos A vida não me pertence, esse calor me arrepia e antes que amanheça o dia visitarei a Escandinávia. Quero enterrar as canelas na neve branca mais fria, onde jaz o setentrião. Sonho guardar nas retinas a aurora boreal que em Tromso se escondeu. A vida não me pertence, é curta, igual redemunho, já anda pelas beiradas e antes que amanheça o dia pousarei na Escandinávia. Um amigo me acompanhe no último t...