Poesia

Itacarambi

Publicado por Wesley Pioest
Data da publicação: 21/07/2021

Ali o rio fez uma curva Uma curva suave Um cotovelo ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ A rodoviária em que eu conversava com Careca A foz das águas que vinham do Peruaçu E que para a cidade convergiam ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ Ali eu fiquei uns dez anos ou mais À margem esquerda do Velho Chico Vendo o meu filho subir em árvore Compartilhar este Artigo

À margem

Publicado por Antonio Ângelo
Data da publicação: 01/07/2021

Aqui neste boteco de estrada sem destino Se encontra às sextas-feiras, à noite O solitário masculino Até alta madrugada, falam de dramas Enquanto, sem contenção Se embriagam, fumam, discutem Arremedo de teatro Ao som de canções melodramáticas Com a vida trapaceiam Este fala: paixão sem chances Aquel’outro: traições De viagens o que está ao balcão Um, da prisão recém-liberto Comenta, em palavras tortas Sobre o...

Da família

Publicado por Wesley Pioest
Data da publicação: 25/06/2021

Família é entroncamento, É quando os rios se encontram. Quando as águas se misturam. Assim verseja meu primo poeta, Lembrando as alturas de Tio Velho E as alegorias de ser Almeida. Também assim suponho eu, Que vim por intermédio de Seu Pio, O Almeida mais Almeida dos Almeida. Meu primo está certo quando diz Que viver gravemente é Almeidar: Uma maneira especial de se estar Neste mundo. Família é algo que se repete inc...

A tecedeira

Publicado por Antonio Carlos Santini
Data da publicação: 21/06/2021

Foto: pixabay.com O sol se põe. Na tarde sombreada A Tecedeira tece a sua teia: Entre oito patas o seu fio enleia E deixa a leve malha preparada. O tempo corre. Escorre a fina areia Da rocha que caminha para o nada. A Tecedeira espera, conformada, A hora de colher a vida alheia… Vejo a lua no céu: foice minguante Pronta a ceifar estrelas num instante, Inermes ante o gume de seu corte! Vejo na teia a paciente aranha: Ve...

Longo aprendizado

Publicado por Antonio Ângelo
Data da publicação: 31/05/2021

foi um treino demorado por meses meu avô me levou ao topo da colina para pacientemente me instruir lembro-me de seus cabelos revoltos a face vincada, alva barba de suas palavras de incentivo abria os braços, levantava uma perna depois a outra, corria como numa dança dava saltos… falava-me das chuvas e do estio dos ventos e suas direções demorada observação dos pássaros traçava no chão desenhos a explicar força...

A passagem

Publicado por Wesley Pioest
Data da publicação: 18/05/2021

É dura e bela a viagem Passageiros, vamos indo Estamos aqui de passagem Por este mundo findo A passagem aqui é breve Passageiros, entretanto Há luz ao final do túnel Quando quebrar o encanto? Com a idade passageira Na alma se acumulando Vai esse mundo sem eira Nem beira, nos apagando Vai esse mundo sem eira Nem beira, nos apagando Compartilhar este Artigo

Amores desistidos

Publicado por Antonio Ângelo
Data da publicação: 28/04/2021

I Antevisto o drama Quando ela vier Aquela mulher Dizer que não o ama Há de se debulhar Em lágrimas Há de ensejar Esgrimas Inútil subverter A aritmética dos fatos Ou pegar a se revolver Em absurdos teatros Apenas a palavra final Haverá de se impor Sibilina, conformada Em definitivo desamor II Estaremos juntos Enquanto ele não estiver Passearemos, iremos ao lago Em meio à floresta À noite, ao pé da fogueira Brindarem...

Por um dia

Publicado por Wesley Pioest
Data da publicação: 20/04/2021

Um dia chegará o dia E não está longe esse dia O dia de descerrar a cortina O dia de dar bom dia Para o enfim último dia Em tudo parecido com o primeiro dia Porque assim são iguais os dias Um dia de semeadura antes Um dia de colheita depois E entre esses benditos dias Viver um dia após o outro Como outro dia não houvesse Pois que um dia é de chegar Até nascer o dia de ir embora E entre esses infindáveis dias Acumular...