Español
Tamanho da Letra: [A-] [A+]

A Estatização da GM e o fortalecimento do estado.

Publicado por Vladimir Pôla em EUA e Canadá, Globalização, Internacionais
data: 04/06/2009

GM e do Presidente Obama

Estamos diante de uma transição sócio-econômica global. A crise mundial que assusta o mundo, deixou de ser nos últimos dias o grande vilão do mundo capitalista, pois com apenas uma atitude inesperada, o governo norte-americano, conseguiu do alto do seu poderio realizar um ato que pode trazer conseqüências também surpreendentes para todo o mundo.

Expliquemos o fortalecimento da sociedade civil, razão/motivo de, nós, cidadãos conscientes, ficarmos tão felizes com um simples ato do Presidente Obama.

Um dos maiores problemas mundiais causados pelo capitalismo é a privatização de grandes empresas estatais nos países subdesenvolvidos. Essa privatização tem como consequência o enfraquecimento da sociedade civil, uma vez que o Governo/povo perde o direito sobre essas estatais e as vende, na maioria das vezes para grandes grupos internacionais, empobrecendo desta forma o estado/sociedade e enriquecendo os grandes especuladores capitalistas.

O que o presidente Obama, em tempos de crise mundial fez, com a vontade de salvar um dos símbolos da própria história do capitalismo, nos inspira a acreditar que um mundo melhor está por vir.

O presidente norte-americano simplesmente, na tentativa de manter o poderio econômico da maior potência mundial, salvou a GM da bancarrota e com o estado e a sociedade desse grande país viraram donos de mais de 60% de seu capital. A conseqüência deste ato inusitado, resumidamente, é a estatização daquela que foi o símbolo do sucesso da “livre iniciativa” e do “American Way of Life”.

Compartilho com todos os brasileiros e com os povos do mundo, inclusive com o povo dos EUA esse grande momento para dizer que essa atitude deve ser acompanhada por todos os países, pois é o próprio Império Capitalista que nos mostra que a forma de sair da crise mundial é o governo parar de vender as estatais, parar de vender o que é de toda a sociedade e reassumir, enquanto responsável e legítimo representante do povo as nossas antigas estatais.

Se o Obama pôde estatizar a GM, NÓS PODEMOS REESTATIZAR AS NOSSAS EMPRESAS QUE FORAM PRIVATIZADAS, COMO A VALE DO RIO DOCE, AS EMPRESAS DE TELECOMUNICAÇÕES, AS FERROVIAS E OUTRAS…

2009 – A Crise do Capitalismo é oportunidade para a volta do poder do povo!

Compartilhar este Artigo

Leia mais artigos em EUA e Canadá Globalização Internacionais

Vladimir Pôla - Geógrafo, colaborador do portalmetro. Residente em Belo Horizonte - MG
2 Comentários
  1. Edison Fausto G. Paiva

    Maravilha, meu jovem, ….e tb kd os nossos bancos estatais, a nossa bem sucedida Telemig Celular e tantas outras…. vamos ver se este mundo consegue dar 180º e passar a valorizar mais o “SER” do que o “TER”..
    Abraços do amigo. EdisonFausto

  2. Paulo/BH

    Caro Vladimir,
    Há que se dizer que as estatais brasileiras privatizadas estão recolhendo vultosos tributos para os cofres da nação; que a dita “estatização da GM” é tão somente da “parte podre”. É mais ou menos o que aconteceu com a VARIG. Venderam a parte boa, lucrativa, e arcaram com a parte devedora.
    Socializam-se as perdas e capitalizam-se os lucros. O capitalismo cria riqueza. O socialismo divide a pobreza.
    A crise atual não demonstra que a economia deva ser estatizada. Demonstra que o Estado deve regular e fiscalizar a economia, coisa que não fez com a devida competência.

Deixe um comentário