Tamanho da Letra: [A-] [A+]

Conversa na esquina

Publicado por Wesley Pioest en Poesía
data: 30/08/2022

Atacama flor red

Mas de onde vêm os filmes?

Vêm das raízes das árvores

Que tecem seus fios no pântano

No pântano cinza do córtex.

E a música, de onde vem?

É claro que vem das pedras

Esfomeadas de líquens

De onde o silêncio fugiu.

Os poemas, alfarrábios?

Estes vêm com os mascates

Outrora de antigamente

Para a gaveta dos sonhos.

.

E eu, então, como vim?

Eu mesmo não sei dizer

Só sei dizer que escrevia

Antes mesmo de falar

Antes de cair no mundo

Antes até de existir.

.

Você, então, como vai?

Espero que vá de bonde

E em outro tempo retorne

Depois que a terra dê frutos

Depois que as coisas melhorem

Depois que a vida florir.

Compartilhar este Artigo

Leia mais artigos em Poesía

Wesley Pioest - Nasceu em Rubim, estudou em Belo Horizonte, passou por Itacarambi, Muriaé e passa atualmente por Gonzaga. Sempre em Minas. Seu vale é o Jequitinhonha, de onde veio e para onde há de voltar dentro em breve, por bem ou por mal. Publicou a Revista “Liberdade”, os livros “Impressões da Aurora”, “Jequitinhonha – Antologia Poética I e II”, “A Fala Irregular” e “Cabrália”. Parceiro inconstante de Rubinho do Vale, Vagner Santos e Romeu Santos em letras para canções.
Deixe um comentário