Tamanho da Letra: [A-] [A+]

Première Futebol Clube

Publicado por Carlos Scheid em Crônicas Culturais, Futebol, Humor
data: 23/06/2016

Première Futebol Clube

É jogo da Eurocopa. Ligo na Rede Navegantes. Após a cerimônia de abertura, rola a pelota. Narrador e comentarista começam a dialogar:

- Bom dia, craque Beto!

- Bom dia, craque Leo!

O locutor abre o Almanaque Abril e começa a mostrar seus conhecimentos enciclopédicos:

- De camisa amarela, a seleção da Eustáquia, ex-União Soviética. Um país com 20 milhões de habitantes, famoso por sua cerveja.

- Na verdade, Leo, sou mais a cerveja brasileira. Esses gringos não estão com nada…

- A Eustáquia é uma região montanhosa, famosa por seus vulcões. O mais alto deles tem 4.214 metros e sua última erupção foi em 1919.

- Na verdade, Leo, sou mais o Brasil, que não tem vulcões. A última erupção que vi por aqui foi uma erupção da varicela, na minha infância…

- A seleção da Eustáquia é novata na Euro. Classificou-se em terceiro lugar na fase eliminatória, e não tem nenhuma possibilidade de ir muito longe.

- Craque Leo, na verdade, sou mais a seleção da Fiórdia, que tem tradição e foi vice-campeã na última Euro.

- Isso mesmo, craque Beto! A Fiórdia é um país do norte, conhecido por seus lagos, que congelam no inverno e derretem na primavera. Veja que os jogadores são todos louros, menos aquele ponta-esquerda ali, que é um africano naturalizado.

- Na verdade, sou contra essa história de naturalização. Nasceu ali, joga ali. Nasceu aqui, joga aqui. Sou contra a miscigenação esportiva. Eu joguei na Itália e nunca me convocaram para jogar na seleção deles…

- A Fiórdia exporta ônibus, aviões e satélites artificiais. Acaba de inaugurar uma fábrica na China para produzir componentes eletrônicos para drones.

- Na verdade, craque Leo, você que é o maior locutor esportivo do planeta, logo estará narrando o primeiro gol da Fiórdia, que joga muito melhor que a Eustáquia.

- O craque da Fiórdia é o Elevorowsky, que marcou doze gols nas eliminatórias, sendo dois de bicicleta. Ele tem a média de 0,87 gols por partida. Corre 18 km por jogo e dá arrancadas à velocidade de 42 km por hora. Na universidade, foi campeão dos 100 metros rasos.

- Na verdade, craque Leo, sou mais o jogador brasileiro, que não corre nada, mas faz a bola correr. Sem falar nos nossos craques que sabem jogar sem a bola…

- Craque Beto, o ataque da Eustáquia é muito fraco. Só faz gol de bola parada…

- Olha, craque Leo! Foi gol da Eustáquia!

- Ih! É mesmo! Quem foi que fez o gol?

Compartilhar este Artigo

Leia mais artigos em Crônicas Culturais Futebol Humor

Carlos Scheid -
Deixe um comentário