Arquivo do Autor

O nome

Publicado por Antonio Ângelo
Data da publicação: 03/06/2022

Há nomes como pedra, rio, fruta que são os mesmos e fáceis em qualquer lugar quer num escondido recanto de Minas numa cidadezinha no leste russo ou num poeirento vilarejo nas planícies do kansas Mas há o nome que apenas se vê escrito em parede gotejante da caverna brotando em fundos de masmorras em que se devastou inconfidências misturado à ferrugem de algemas esquecido ao fundo de porões tatuagem inscrita no peito do...

(Português) Melhor é rir

Publicado por Antonio Ângelo
Data da publicação: 11/04/2022

Disculpa, pero esta entrada está disponible sólo en Português. Compartilhar este Artigo

(Português) Benício

Publicado por Antonio Ângelo
Data da publicação: 02/03/2022

Disculpa, pero esta entrada está disponible sólo en Português. Compartilhar este Artigo

(Português) Fim do caminho

Publicado por Antonio Ângelo
Data da publicação: 27/01/2022

Disculpa, pero esta entrada está disponible sólo en Português. Compartilhar este Artigo

Natal sem círios

Publicado por Antonio Ângelo
Data da publicação: 27/12/2021

Disculpa, pero esta entrada está disponible sólo en Português. Compartilhar este Artigo

Flor de pedra

Publicado por Antonio Ângelo
Data da publicação: 03/11/2021

Desconfio que em alguma madrugada Em meio à neblina Ela surgiu ⠀⠀ Talhada por um Aleijadinho Advindo de traz-as-serras Que em seu lapidar Desvela a alma das brutas coisas ⠀⠀ Logo ao amanhecer Em meu quintal Não uma rosa Ou margarida ⠀⠀⠀⠀ Uma flor de arquitetura angulosa Talhada com delicadeza Uma flor barroca Em inusitada assimetria ⠀⠀ Em meio a ervas daninhas Intrépida, à luz outonal A flor a cinzel fo...

Espelhos vazios

Publicado por Antonio Ângelo
Data da publicação: 13/09/2021

⠀⠀⠀⠀⠀ Nada do que é meu Posso eu te dar Pois o que tenho A mim não pertence ⠀⠀⠀⠀⠀ Do que possuis Não me apossarei Pois o que tens A ti não pertence ⠀⠀⠀⠀⠀ Mas se algo resta Que supomos nosso Bem percebemos De nós se ausenta ⠀⠀⠀⠀⠀ O que nos sustém Ante o imenso vácuo Se ao alcance apenas Reflexos, miragens? — ⠀⠀⠀⠀⠀ O que tenho, desdenhas Já me destes a senha Pouco i...

No hospital

Publicado por Antonio Ângelo
Data da publicação: 17/08/2021

Professor, eu agradeço dos remédios o acerto as meizinhas é bem certo me darão algum sossego ⠀ ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ Ah! no ror de comprimidos não esquece as vitaminas que este corpo franzino cada vez mais se amofina ⠀ ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ Calmantes, muito bem vindos que a noite é um sacrifício anda o sono desgarrado me deixando aperreado ⠀ ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀...