Arquivo do Autor

Mas também é poesia

Publicado por Antonio Ângelo
Data da publicação: 06/12/2022

Mas também é poesia O não dizer O nada dizer . Queira à poesia Dar um sentido Um rumo . São falhas trilhas Indisponíveis destinos Pois a poesia . É o que não se escreve Sendo apenas E tão somente . O que se vive Compartilhar este Artigo

Malha Fina

Publicado por Antonio Ângelo
Data da publicação: 25/09/2022

Perante a autoridade fiscal o poeta mostrou o que trouxera: cadernos de folhas amareladas, papéis de tamanhos diversos, tudo cheio de garatujas. O auditor viu a papelada sobre a mesa; o que aquilo tinha a ver com os assuntos pecuniários em pauta? - Mas o senhor não possui bens, pertences que transfira à Fazenda? Afinal – e lhe mostrou o auto do enquadramento – cá estão leis, decretos e artigos que o incriminam em dé...

O afeto que se encerra

Publicado por Antonio Ângelo
Data da publicação: 08/09/2022

. O amor que lhes tenho Traz seus laivos de ressentimento O respeito que lhes presto Não exclui algo de complacência A gratidão que lhes devoto Não foge à constatação De que houve sim desvalia Que faltou um olhar Mais atento e compassivo Sei que há regras seculares A demarcar hierarquias Palavras que se tornam perjúrios Limites que não se deve ultrapassar Ao preço de culpas irremovíveis É no entanto permitido Refl...

Medo

Publicado por Antonio Ângelo
Data da publicação: 01/08/2022

Há um medo que perpassa a vida toda ela que sabemos jamais nos abandonará. . Não um específico, desta ou daquela coisa de uma determinada ameaça ou de alguém que nos agrida. . Medo outro, que se camufla mas é denominador comum a tracejar toda a existência. . Medo de perdas que sempre ocorrem medo de sermos vítimas de uma armadilha? Da morte? . Nada disto, é o que não se expõe A que contrapomos racionalidade no afã...

Ora, o horóscopo!

Publicado por Antonio Ângelo
Data da publicação: 05/07/2022

Morrer hoje? Veja a lua trafegando em diagonal Contra os edifícios . Na esquina o sinal Em verdes e amarelos Irreconciliáveis . Um cachorro anda próximo Às paredes No outdoor propagam verões em praias caribenhas . Morrer hoje? Puro mau gosto Anti-desejo . Melhor ir ao boteco da esquina Ouvir piadas, falar de futebol Tomar uma gelada . (com delicioso torresminho e mandioca) E ir-se morrendo sem pressa Devagarinho, sem data...

O nome

Publicado por Antonio Ângelo
Data da publicação: 03/06/2022

Há nomes como pedra, rio, fruta que são os mesmos e fáceis em qualquer lugar quer num escondido recanto de Minas numa cidadezinha no leste russo ou num poeirento vilarejo nas planícies do kansas Mas há o nome que apenas se vê escrito em parede gotejante da caverna brotando em fundos de masmorras em que se devastou inconfidências misturado à ferrugem de algemas esquecido ao fundo de porões tatuagem inscrita no peito do...

(Português) Melhor é rir

Publicado por Antonio Ângelo
Data da publicação: 11/04/2022

Disculpa, pero esta entrada está disponible sólo en Português. Compartilhar este Artigo

(Português) Benício

Publicado por Antonio Ângelo
Data da publicação: 02/03/2022

Disculpa, pero esta entrada está disponible sólo en Português. Compartilhar este Artigo