Tamanho da Letra: [A-] [A+]

(Português) A organização dos mais pobres como antídoto à violência

Published by Jésus Lima in Public Security
data: 14/10/2009

Sorry, this entry is only available in Español and Português.

Compartilhar este Artigo

Leia mais artigos em Public Security

Jésus Lima - Funcionário de carreira do MDS, Ministério de Desenvolvimento Social e Combate à Fome, é ex-prefeito de Betim-MG e ex-deputado estadual PT-MG. Residente em Brasilia - DF.
5 Comentários
  1. Cezarina da Silva Almeida /Ribeirão das Neves - MG

    Caro companheiro Jésus,
    O que esta acontecendo com o nosso partido? Parece que as politicas públicas não têm mais importância. Eu sou moradora da cidade de Ribeirão das Neves,e fiz parte da gestão municipal durante dois anos e me decepcionei muito com os dirigentes estaduais do PT,que em epoca da campanha para vereador vieram aqui e ainda vêm, mas passam por cima dos presidente do partido. Só reconhecem o prefeito, mas não dando a mínima para o partido e quando estavam em plena campanha parecia que o partido não tinha nehum valor. Sabemos que isso ainda acontece. Eles marcam almoço aqui, mas quando ficamos sabendo já aconteceu. Companheiro, volto a te perguntar, o que esta acontecendo com o nosso PT?
    Saudações de quem ainda acredita no ideal do PT.

  2. Leonildo Ferreira Lopes

    Companheiro:

    É com grande satisfação e apreço à sua pessoa, que tomo a liberdade de comentar um artigo de tamanha importância para todos aqueles preocupados com a organização popular, não só dos mais pobres mas tambem daqueles que são excluidos das decisões de nossos governantes, pois somente atraves da organização de todos é que chegamos a conquistar todas as lutas de cunho popular que a historia nos mostrou, como “O petroleo é nosso”, “Diretas já”, etc….. todas as conquistas sociais de nosso país so foram possíveis através dos movimentos organizados. Parabenizo voce pela sua historia de luta para fomentar todos segmentos da sociedade a se organizar. Um abraço.

  3. André Vilaron/ Brasília/ natural do Rio de Janeiro

    Gostaria de parabenizar a iniciativa do metro.org.br de trazer contribuições tão importantes para o debate democrático.
    Este artigo do Jésus traz o relato de uma iniciativa seminal de gestão pública municipal que, de tão contundente, parece ter sido também simples. Ou, de tão simples, mostrou-se incrivelmente grandiosa. Porque é a partir desta simplicidade que está nas grandes ações de políticas públicas inclusivas e que está na proatividade daquelas pessoas mais simples que é chamada a mostrar seu papel social relevante, que serão feitas as grandes transformações sociais, fundamentais para o nosso País.

  4. Grande abraço ao brilhante amigo Jesus. Em termos de segurança ouve-se inumeras imbecilidades, a ultima moda agora é o monitoramento por cameras colocados em locais estrategicos. Na verdade esses equipamentos protegem os ricos e empurram a marginalidade para as periferias fora do foco das lentes. A unica forma de monitorar toda a cidade ao mesmo tempo seria atravéz do foco do olhar de cada cidadão, cada um monitorando sua rua, sua casa, seu vizinho enfim, tudo que se passa ao seu redor, como foi proposto e realizado na epoca do Jesus na Prefeitura de Betim, particularmente defendo que deveriam ser criadas, com o apoio do poder publico, uma rede de informantes que seriam premiados ao prestarem informações relevantes. A policia não tem recursos humanos para infiltrar seus agentes em todos os bolsões de criminalidade e um patrulhamento participativo seria ideal. Grande abraço.

  5. Carla Marcia - Nova Iguaçu - RJ

    Procurei me informar um pouco mais sobre esse projeto CEIA de Betim. Fiquei sabendo que o mesmo foi implantado via Secretaria municipal de saude, e que as pessoas eram atraidas para participar ao receberem um cartão de atendimento medico na rede municipal. Sugiro ao autor que detalhasse melhor inclusive dizendo se deverá ser retomado, já que o mesmo partido do Jesus Lima que é o PT está agora de volta na prefeitura.

Deixe um comentário