Arquivo do Autor

Betim, a volta por cima dos bandeirantes

Publicado por Padre Joao Delco Mesquita Penna
Data da publicação: 10/12/2021

Por volta de 1709, com sua derrota para os emboabas, após o sangrento episódio do Capão da Traição na região do Rio das Mortes, atual São João d’El Rey, quando 300 paulistas teriam sido massacrados, os Bandeirantes paulistas se reagruparam, e com o apoio do governador recém nomeado da Capitania Unida do Rio de Janeiro, São Paulo e Minas do Ouro, Antônio de Albuquerque Coelho de Carvalho, iniciaram seu retorno orga...

Maria da Cruz e o Motim dos Sertões – parte II

Publicado por Padre Joao Delco Mesquita Penna
Data da publicação: 26/11/2021

Pedras de Maria da Cruz, foto JD Drone (continuação da parte I) O povoamento dos Sertões Gerais A partir do final do século XVII os caminhos da Bahia para as Minas, aos poucos foram sendo ocupados por roças, fazendas de gado e pequenos povoados. Pelos idos de 1707 aparece outro personagem importante, Antônio Gonçalves Figueira, que era, juntamente com Matias Cardoso, da Bandeira de Fernão Dias, seduzido pela fertilidad...

Maria da Cruz e o Motim dos Sertões – parte I

Publicado por Padre Joao Delco Mesquita Penna
Data da publicação: 12/11/2021

  Matriz de Nossa Senhora da Conceição em Matias Cardoso, MG Qual é a verdadeira história de Maria da Cruz? Dia dos Gerais A cada ano a população da simpática Matias Cardoso, no Norte de Minas Gerais, se reúne para comemorar no dia 8 de Dezembro o “Dia dos Gerais”, data  em que também se celebra a Festa religiosa de Nossa Senhora da Conceição, padroeira da Igreja centenária que se ergue entre as montanhas e c...

Revoltas Nativistas nas Minas – parte I

Publicado por Padre Joao Delco Mesquita Penna
Data da publicação: 02/09/2021

Julgamento de Felipe dos Santos – óleo de Antônio Parreiras O ato da criação da Capitania de Minas Gerais foi efetivado através do Alvará assinado em 1720 pelo rei de Portugal, dom João V (1707-1750), por solicitação do Conselho Ultramarino, órgão superior da administração das colônias com o objetivo de organizar o governo  português e pacificar a região das “Minas do Ouro e Campos Gerais dos Goitacaze...

A GUERRA DOS EMBOABAS – parte V – Desdobramentos

Publicado por Padre Joao Delco Mesquita Penna
Data da publicação: 10/08/2021

Capitania de São Paulo e Minas do Ouro (1709-1720) Manuel Nunes Viana “governou” por apenas um ano e, em 1709, devolveu o governo nas mãos da coroa. Em 9 de novembro daquele ano foi criada a Capitania Unida de São Paulo e Minas do Ouro, tendo Antônio de Albuquerque como governador. Este episódio foi considerado como o encerramento da Guerra dos Emboabas. Esta capitania passou a representar 60% do território da colôn...

A Guerra dos Emboabas – parte IV – As Preliminares e os Combates

Publicado por Padre Joao Delco Mesquita Penna
Data da publicação: 06/08/2021

As Preliminares À medida que aumentava a remessa de ouro para a metrópole, crescia também o número de forasteiros por toda a região das Minas. Assim, em 1698, após obter o perdão, Borba Gato assume o posto de lugar-tenente e em seguida, indicou algumas jazidas do metal precioso nos ribeiros e na serra de Sabará. Mais tarde, ascenderia ao posto de Tenente-general do Mato e Guarda-mor das Minas e foi responsável pela or...

A Guerra dos Emboabas – Parte III

Publicado por Padre Joao Delco Mesquita Penna
Data da publicação: 03/08/2021

Borba Gato, Manuel de – Guarda Mor do Distrito das Minas do Rio das Velhas ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ Estátua de Borba Gato, Avenida Santo Amaro, Zona Sul de São Paulo, capital Como já fizemos referencias em artigo anterior, os bandeirantes paulistas foram os desbravadores da região das Minas do Ouro, que foi destacada da Capitania do Rio de Janeiro e passou a fazer parte da Capitania de São Vicente, esta cria...

Guerra dos Emboabas – Parte II Minas do Ouro, Terra Síntese do Brasil

Publicado por Padre Joao Delco Mesquita Penna
Data da publicação: 15/07/2021

Disculpa, pero esta entrada está disponible sólo en Português. Compartilhar este Artigo