Memórias

XVIII – O Potencial Revolucionário da Loucura

Publicado por Bill Braga
Data da publicação: 12/05/2022

Apagar e acordar. Acender e desligar. Lembrar e esquecer. Lembrar é esquecer. Nessa dialética entrei desde aquela primeira internação, na clínica Santa Maria. Drogado pelos anti-psicóticos e tranqüilizantes mais pesados, era nessa corda bamba que passaria a viver. E assim se teciam minha lembranças e esquecimentos, meus sentimentos e minhas paixões, meus conflitos e meus tesões. Ainda hoje, na Pinel, uma confusão me...

Costumes antigos

Publicado por Sebastião Verly
Data da publicação: 05/05/2022

Despertar cedo, às 6 horas em média, uma oração e um nome do pai. Arrumava-se a própria cama, com o cobre-leito ou colcha e colocava a roupa de dormir sob o travesseiro. Aos domingos, levantava-se um pouco mais tarde a tempo de ir à missa das 10. Quem trabalhava fora, aprontava-se logo para chegar no horário. As mulheres usavam perfumes suaves, o batom e às vezes, um rouge para dar um colorido no rosto. Chegou um tempo...

Santa Leocádia

Publicado por ELIS CALDEIRA
Data da publicação: 14/02/2022

Ela era terna e doce. Um olhar que sorria, apesar de lhe faltar boa quantidade de dentes. Morava numa casinha aos fundos do antigo Motor, em que o acesso se dava pelo beco. Aliás, de qualquer beco de Itacambira, se chegava aos outros. Caminho certo e silencioso, naqueles tempos.  Hoje os becos viraram ruas, ganharam nome, casas, trânsito, tudo. Mas, nos tempos de Leocádia, os becos eram cantos silenciosos de uma cidade sil...

Taramelas!

Publicado por ELIS CALDEIRA
Data da publicação: 19/01/2022

Ao leitor, acostumado a Alexas e Inteligências artificiais de toda espécie, talvez esta crônica não faça muito sentido, ou nenhum. Ainda assim, ousarei abordar um assunto “dos antigamentes”, a taramela, mineiramente reduzida a tramela, assim ficou. Pois bem. Voltemos nosso olhar à minha terra natal, a bucólica Itacambira, que, na sua altitude de 1000 metros, parece, em partes, manter os ares de outrora, na i...

XVII – Preso Por Meus Próprios Braços

Publicado por Bill Braga
Data da publicação: 16/06/2021

Realmente não sei mais o que fazer. Preciso sair, preciso ver o mundo. As conversas não mudam de tom, ficam no mesmo tom e eu sem perspectivas de sair. Porque não dão o braço a torcer, porque não me libertam? Talvez porque eu já tenha saído antes. Me lembro que saí. Lembro da sensação de passar por aquela porta de ferro, ver as árvores lá fora, os carros passando, gente. A primeira respirada, do ar da liberdade en...

XVI – Confiante na Vitória

Publicado por Bill Braga
Data da publicação: 17/05/2021

Como venho lhes dizendo, eu estava tentando aprender a jogar. A melhor forma de resistência é a pacífica, já ensinava Gandhi. Aqui, dentro da Pinel, só preciso entrar no jogo quando converso com o Dr. Lucas. Os enfermeiros e enfermeiras já entraram no meu jogo. Com o violão, conquistei meus colegas. Sinto-me um líder aqui dentro. Todos vêm para o meu quarto, todos me contam suas angústias. Talvez eu os ajude mais que...

XV – Fatos Desobjetivos

Publicado por Bill Braga
Data da publicação: 02/03/2021

Sobre médicos e loucos, ou talvez médicos-loucos, digo uma coisa: é tudo uma questão de representação. Hoje entendendo isso, e por mais que ainda permaneça encarcerado, entendi que tenho que jogar o jogo, para sair. Temos que entrar nele para modificá-lo, para invertê-lo para expor cruamente nossa razão única, nossa visão de mundo diferenciada. Definitivamente eles, homens de branco, familiares, não estão prontos...

Festa de São Sebastião em Pompéu, memórias

Publicado por Sebastião Verly
Data da publicação: 20/01/2021

Nos meus tempos de criança e adolescente, por volta de 1948 a 1960, na cidade onde nasci, a maior diversão, especialmente para a pobreza, eram as festas religiosas. Festa para pobre era a festa religiosa, ali não havia distinção de classe social. Passada a época das Folias de Reis, que tinham seu auge no dia 6 de janeiro, começávamos a esperar pela festa do glorioso São Sebastião. Eu ficava encantado com tudo. A come...