Memórias

Festa de São Sebastião em Pompéu, memórias

Publicado por Sebastião Verly
Data da publicação: 15/01/2020

Nos meus tempos de criança e adolescente, por volta de 1948 a 1960, na cidade onde nasci, a maior diversão, especialmente para a pobreza, eram as festas religiosas. Festa para pobre era a festa religiosa, ali não havia distinção de classe social. Passada a época das Folias de Reis, que tinham seu auge no dia 6 de janeiro, começávamos a esperar pela festa do glorioso São Sebastião. Eu ficava encantado com tudo. A come...

V – Fragmentos de Lucidez

Publicado por Bill Braga
Data da publicação: 10/01/2020

Acordei. Desta vez sabia bem onde estava… Naquela clínica… Por mais que tentassem, os remédios não podiam me dominar, eu era senhor de mim, mesmo que os médicos me dissessem o contrário. Desculpe a interrupção, voltemos a Juiz de Fora. Sim, lá recebi um carinho especial, e convivi com a diversidade, uma diversidade gostosa, diferenças em harmonia. E minha cabeça se abria… Lembrava de Sandra, lembrav...

IV – Antes da Outra Injeção

Publicado por Bill Braga
Data da publicação: 16/12/2019

Deixava o Rio, mas chegaria em Juiz de Fora, outra cidade agradabilíssima, que tinha me conquistado. Nossa história, minha e daquela cidade, era recente, mas intensa. Ali era um pedaço do Rio, como dizem os mineiros, talvez por isso eu gostasse tanto de lá. Dessa vez, nem as cicatrizes que a estada deixariam, serviriam para me afastar de lá. Por mais que não voltasse com tanta freqüência, aquela cidade, ou melhor, ela ...

III – Coração Pleno, Mente Confusa

Publicado por Bill Braga
Data da publicação: 30/10/2019

Voltando ao Rio, para chegar a Botafogo, peguei um bonde e um metrô. Interessante o passado e a modernidade conviverem juntos. O Rio é a cidade das antíteses. Sociais, culturais, econômicas, tecnológicas. Tanto o velho bonde, quanto o moderno metrô me foram muito úteis, e rapidamente chegava ao meu destino. Lá, logo de cara, vi uma cena pitoresca. Um sujeito meio velho com alma de novo, “plantando bananeiras” na fr...

II – Meandros da Memória

Publicado por Bill Braga
Data da publicação: 18/10/2019

Com 23 anos, já tinha me formado em História há um ano, e estava com o mestrado em curso. Exatamente esse mestrado que me levou à viagem. Ao Rio de Janeiro. Nessa época ainda trabalhava em um projeto de pesquisa na universidade, e aliando meus interesses de pesquisa e as necessidades desse projeto, resolvi ir ao Rio de Janeiro. Essa cidade sempre me cativara. Ambígua, paradoxal, com suas belezas naturais e desigualdades ...

I – Memórias Desconexas

Publicado por Bill Braga
Data da publicação: 27/09/2019

Acordei sem saber onde estava. Na realidade percebi que ficara certo tempo sem consciência de mim. Algumas lembranças fugidias, desconectadas, nada que me ajudasse a perceber o que ocorrera. Estava em um quarto, com duas camas vazias. Eu dormia com um colchão no chão, e as camas ao meu lado. Um banheiro, um armário. Certamente não estava em uma prisão ou hospital. Mal sabia que era um misto dos dois. Vi que a televisão...

Zé Banana

Publicado por Cíntia Guimarães
Data da publicação: 27/06/2019

Existem tantas pessoas e lugares vivos na minha memória… A homenagem para o Zé Banana agora segue com a foto dele, carinhosamente enviada pela Eloiza Araújo. Era uma vez, uma pequena e antiga cidade do interior de Minas, onde a terra é de um vermelho reluzente e o sol de uma quentura ardente, que vivia um homem adorado e temido pelas crianças, o Zé Banana. O Zé Banana era um homem que andava pelas ruas da cidade, ...

A Melhor Manteiga do Mundo

Publicado por Sebastião Verly
Data da publicação: 13/05/2019

No ano de 1955, com quatorze anos de idade, eu fui transferido do Posto de Gasolina Jussara que ficava na saída de Pompéu, onde eu aprendi de tudo um pouco, para a Fábrica de Manteiga, de propriedade da mesma firma, Thomaz Campos & Cia Ltda. Na Fábrica eu fiquei subordinado diretamente ao Hipólito que era filho do Thomaz, sócio-presidente. Como já o conhecia, eu o chamava de Hipoltinho. Mas, quem me dava ordens, me ...