Español
Tamanho da Letra: [A-] [A+]

Brasília: seiscentos jovens de 47 países na CONFINT

Publicado por Naiara Campos em Meio Ambiente
data: 23/06/2010

(As palavras com @ devem ser lidas nos dois gêneros, como é feito nas discussões da REJUMA- Rede de Juventude pelo Meio Ambiente e Sustentabilidade)

Aconteceu em Luziânia-GO, no entorno de Brasília, entre 5 e 10 de junho de 2010 a I Conferência Internacional Infantojuvenil – Vamos Cuidar do Planeta, CONFINT. O evento final, que se realizou no Centro de Treinamento Educacional da Confederação Nacional dos Trabalhadores da Indústria, reuniu seiscentos jovens entre 12 e 15 anos de 47 países foi a coroação de todo um processo que envolveu as escolas e comunidades de mais de 60 países em todos os continentes. Esses jovens eram delegad@s de seus países que foram eleitos por seus pares, primeiro em Conferências nas escolas e depois nos processos de Conferências Nacionais, de acordo com o primeiro princípio do processo que é “Jovem escolhe Jovem”. Vieram também jovens entre 18 e 29 anos representando cada país que foram facilitador@s de toda a metodologia tendo papéis de educador@s, respeitando o segundo princípio do processo que é: “Jovem educa Jovem”. O terceiro princípio é construído na relação com os adultos, sejam acompanhantes, professores ou participantes do processo, é: “Uma geração aprende com a outra”.

Parecia uma babel, tantas línguas misturadas, tantas culturas juntas, uma grande festa onde a comunicação criativa acontecia o tempo todo e @s adolescentes junt@s deram uma lição para o mundo de cultura de paz e de cidadania planetária. Ver a delegação dos Estados Unidos frente a frente com a delegação da Palestina ambas com suas bandeiras, não dá pra explicar… alguns segundos de tensão para a Palestina, que tocava feliz seu Derbak (tambor árabe) e esboçou uma retirada, mas a mediação dos brasileiros que estavam presentes tirando fotos e convidando a Palestina a continuar sua festa desfez qualquer embaraço e tod@s seguiram dançando e mostrando suas culturas. As crianças da Rússia e Georgia, dois países em dificuldades diplomáticas, ficaram juntas no mesmo quarto e se amaram, saíram muito amigas e dispostas a fazerem seus países conversarem mais.

Como tudo isso começou? Foi idéia de uma criança! Em 2003 a então ministra do Meio Ambiente Marina Silva levou para casa o projeto da I Conferência de Meio Ambiente e sua filha que queria a atenção da mãe foi querer saber o que a roubava, Marina explicou que se tratava de uma Conferência onde as pessoas teriam voz para interferir na políticas públicas e a filha falou: – E crianças como eu não poderão dar opinião? – Pronto! Estava criada a idéia e a então ministra, percebendo que as crianças e adolescentes tinham muito o que contribuir, assumiu a responsabilidade. Desde então o Brasil já fez três Conferências, envolvendo mais de 20 mil escolas. Durante a segunda Conferência Nacional brasileira, em 2006, observadores internacionais disseram: – O Brasil precisa compartilhar com o mundo essa experiência! Aí o governo brasileiro, através do Ministério da Educação, tratou de convidar todos os países com que mantém relações a participarem do processo. Durante a III Conferência Nacional, mais de 40 países mandaram representantes para vivenciar o processo e o Brasil exportou essa tecnologia educacional participativa que utiliza metodologias poderosas de compartilhamento de responsabilidades e ações, partindo das escolas e comunidades. Sim, tod@s nós temos responsabilidades que são proporcionais ao acesso à informações, e tod@s os seres humanos precisam assumir essas responsabilidades e colocá-las em prática agora, agindo. Por isso na CONFINT @s delegad@s escreveram a Carta das Responsabilidades e Ações, dizendo como vão cuidar do planeta. Tiveram vivências artísticas, e diversas oficinas de tecnologias sustentáveis como Sistemas Agroflorestais, sistemas de reuso da água, utilização da energia solar e muitas outras. Ninguém usava descartáveis no evento, tod@s tinham suas canecas e garrafinhas, o pessoal da limpeza até comentou: – “Engraçado, tanta gente e ninguém suja muito o local, dá até para limpar coisas que nunca sobra tempo.” – Com isso, deixavam tudo sempre limpo e até brilhando. Aliás, as pessoas da segurança, da cozinha, do posto médico… tod@s se envolveram muito, ficaram tristes quando as delegações começaram a ir embora e fizeram muitas amizades também.

Tudo isso aconteceu frente ao desafio civilizatório sem precedentes na história da humanidade, da sustentabilidade da vida, que está colocado agora, no presente. Diante disso fica o convite de formarmos uma rede de cuidados com o planeta, a nossa Mãe Terra, como nos disse Leonardo Boff, que se emocionou muito no encerramento da CONFINT. Essa rede está se formando na comunidade virtual de aprendizagem: www.vamoscuidardoplaneta.net, e tod@s podem participar! Participando desse projeto maravilhoso eu senti a verdadeira alegria de Ser Brasileira!!!

Mais notícias sobre o CONFINT:

http://inteligencia-de-mercado.blogspot.com/2010/06/confint.html

Compartilhar este Artigo

Leia mais artigos em Meio Ambiente

Naiara Campos -
4 Comentários
  1. Vânia Martins Rodreiguez - Betim

    Naiara
    Boa noite!
    Excelente seu artigo, além de emocionante, é também propositivo.
    Bom saber que ainda existem pessoas como vc, que ainda acreditam que só a responsabilidade política ecológica pode salvar o nosso planeta.
    Após ler seu texto, eu também estou orgulhosa de ser brasileira.
    Mais uma vez, parabéns.
    Bj,
    Vânia

  2. Maria do Socorro Pereira Gonçalves

    Naiara, seu texto me fez conectar com sonhos, sonhos possíveis, sonhos realizados. Saciou minha curiosidade com relação aos EUA e Palestina. Nos mostra (seu texto) como a coragem e o afeto são instrumentos desafiadores para o processo de mudança. Interpolar resistências colocando aqueles jovens para, num momento de descanso, compartilharem do mesmo teto é de fato encorajadora a decisão. Me orgulho também de ser brasileira.Parabéns Naiara. Abçs. Socorro.

  3. Gentil Lucena / Brasília

    Querida Naiara, belíssima sua matéria. Parabéns para você e para todos os que fizeram acontecer a CONFINT!. Bj, Gentil

  4. Noeme Carvalho

    Naiara querida,
    Estou muito orgulhosa de ser sua amiga e colega!
    Fiquei imaginando se parte de minha geração, anterior à sua, hoje no poder, tivesse não somente sonhado e lutado pela liberdade, mas vivenciado e construído um futuro pautado no absoluto respeito à vida, que se manifesta desde o átomo até o Universo.
    Somos irmãos, pais, mães e portanto, artífices da vida.
    Somos co-responsáveis pelas crianças africanas portadoras de HIV, pelos desterrados do Oriente, pelas plantas e bichos dizimados pelas queimadas e degradação da terra.
    Você e tantos outros jovens do nosso planeta estão fazendo o que não fizemos!
    Grata por mim, pelos filhos e netos, bisnetos da Terra.
    Com muito carinho e respeito,
    Noeme

Deixe um comentário