Tamanho da Letra: [A-] [A+]

Muitas luas depois

Publicado por Lucio Carlos Ferraz em Poesia
data: 10/12/2012

Eh! Poeta… Eh! Poeta

O espírito de fim de ano o acomete,

e os sinais são de sombrias rememorações.

Vai cabisbaixo,

Semi-olhando com seus olhos espectrais,

Um mundo que não existe mais.

A cangalha partida se agiganta,

e ainda assombra,

lambendo como uma chama,

os fragmentos deixados,

displicentemente,

na moldura da memória.

Uma cidade partida,

de um menino que partiu,

e que teimosamente,

sempre retorna.

Uma serra partida,

uma cidade partida,

um homem partido.

Fragmentos

na

areia.

Compartilhar este Artigo

Leia mais artigos em Poesia

Lucio Carlos Ferraz -
Deixe um comentário