Tamanho da Letra: [A-] [A+]

Fluidos

Publicado por Líria Porto em Poesia
data: 21/05/2010

Tornei-me assim liquefeita

quando daquela feita

despi-me de nãos e sins

de mim então me perdi

nesta vontade inconclusa

acumulada no rim

ficou a mágoa comigo

fincada dentro do umbigo

um enorme chafariz

minha tristeza de chuva

essa amargura profusa

tem olhos túmidos

sou tal e qual um dilúvio

derramo transbordo enxurro

sangro os pulsos

Compartilhar este Artigo

Leia mais artigos em Poesia

Líria Porto - Poeta, residente em Belo Horizonte - MG.
Deixe um comentário