Tamanho da Letra: [A-] [A+]

Poesia

Publicado por Guto Amaral em Poesia
data: 10/10/2012

Jogar com palavras
Jogar com idéia
Manter-se sincero
Mentindo descaradamente
Jogar por jogar
Pegar o universo
Jogá-lo pela janela.

Manter-me à parte

Sabedoria
Que rima com
Covardia

Medo de mudar meu destino

Morre em mim o desejo de vida
Ao pensar que para domá-lo
Devo antes agarrá-lo
Expor-me ao risco de me perder
Entre aquilo que sou
E o que queria ser
Entre o adormecer
E a formação do sonho
Entre o verbo
E o tempo que insiste em não passar.

Compartilhar este Artigo

Leia mais artigos em Poesia

Guto Amaral -
Comentário
  1. Sebastião Verly

    Não sou de comentar poetas que apenas usam o esforço para fazer o queeles chamam de “poesia”. Mas, mesmo que saiba que é melhor fazer poesia do que eleger-se a cargos politicos, e muito melhor ainda do que ser empreendedor. Ainda as vezes, me orgulho mais de ver a coragem e ousadia dos assassinos e traficantes que a demonstram na prática.
    Poesia vazia sem principios filosóficos atendem exclusivamente a vaidade do poeta.
    E tomam o tempo de quem tem mais o que fazer. Antes de escrever leia: há mais de 300 obras magnificas de poesias.
    Queria me mal porque este é meu objetivo. Que os falsos poetas me detestem.

Deixe um comentário