Tamanho da Letra: [A-] [A+]

Vaidade, humildade e impecabilidade

Publicado por Editor em Castaneda e Don Juan
data: 10/07/2014

A vaidade é nosso maior inimigo, pense sobre isso… o que nos enfraquece é nos sentirmos ofendidos pelos feitos e desfeitas de nossos semelhantes. Nossa vaidade faz com que passemos a maior parte de nossas vidas ofendidos por alguém. Os novos videntes recomendavam que todo esforço devia ser feito para erradicar a vaidade da vida dos guerreiros. Eu segui aquela recomendação, e muitos dos meus esforços com você têm sido dirigidos a mostrar-lhe que, sem vaidade, somos inexpugnáveis.

A vaidade não é algo simples e ingênuo. De um lado, é o núcleo de tudo que é bom em nós e, por outro, o núcleo de tudo o que não presta. De um lado a convicção que ninguém pode te derrotar se você não o consentir, isso se chama humildade. De outro a ilusão de que você é melhor que os outros homens e pode dominá-los. Esta última te leva a se sentir ora o esperto ora o culpado, ora o herói ora a vítima, e aí está a origem do sentimento de ofendido. Livrar-se desta última vaidade requer prodígios de estratégia e pode levar uma vida inteira. Através dos tempos, os videntes renderam homenagens àqueles que conseguiram. Para se seguir a trilha do conhecimento é preciso ser muito imaginativo.

Na trilha do conhecimento, nada é tão claro como gostaríamos que fosse. os guerreiros combatem a vaidade por uma questão de estratégia, e não de princípio. O grande erro é compreender essa explicação em termos morais. Embora pareça ser uma moral, na verdade, chama-se de Impecabilidade. A impecabilidade nada mais é do que o uso apropriado da energia.

Essas afirmações não tem um pingo de moralidade. Economizando energia, me torno impecável. Para saber disso, é necessário se economizar energia suficiente. Para poupar energia, os guerreiros elaboram listas estratégicas. Anotam tudo o que fazem. Depois decidem quais dessas coisas podem ser mudadas de modo a permitir que poupem parte da energia que dispendem. Essa lista cobre apenas padrões de comportamento que não são essenciais à sobrevivência e ao bem-estar.

Uma das primeiras preocupações dos guerreiros é libertar aquela energia para poder encarar o desconhecido com ela. A ação de recanalizar aquela energia é a impecabilidade. A estratégia mais eficaz elaborada pelos videntes da Conquista, mestres inquestionáveis da espreita. Consiste de seis elementos que interagem entre si. Cinco deles são chamados de atributos do guerreiro: controle, disciplina, paciência, oportunidade e vontade. Estes dizem respeito ao mundo do guerreiro que está lutando para perder a vaidade. O sexto elemento, talvez o mais importante de todos, pertence ao mundo exterior, e é chamado de pequeno tirano. Um pequeno tirano é um atormentador. Alguém que ou mantém poder de vida e morte sobre guerreiros ou simplesmente os perturba, levando-os à distração.

Compartilhar este Artigo

Leia mais artigos em Castaneda e Don Juan

Editor - O editor coleta noticias interessantes e publica para informação dos leitores.
Deixe um comentário