Tamanho da Letra: [A-] [A+]

Nelson Rodrigues – Frases 2 – O casamento, a mulher

Publicado por Editor em Cotidiano, Nelson Rodrigues
data: 27/11/2012

O casamento

O casamento não é culpado de nada. Nós é que somos culpados de tudo.

O marido não deve ser o último a saber. O marido não deve saber nunca.

Num casamento, o importante não é a esposa, é a sogra. Uma esposa limita-se a repetir as qualidades e os defeitos da própria mãe.

Desconfie da esposa amável, da esposa cordial, gentil. A virtude é triste, azeda e neurastênica.

…O homem deseja sem amar, a mulher deseja sem amor.

O amor entre marido e mulher é uma grossa bandalheira. É abjeto que um homem deseje a mãe de seus próprios filhos.

Os homens mentiriam menos se as mulheres fizessem menos perguntas.

As grandes convivências estão a um milímetro do tédio.

Só o cinismo redime um casamento. É preciso muito cinismo para que um casal chegue às bodas de prata.

O dinheiro compra até o amor verdadeiro.

A mulher

Toda mulher bonita leva em si, como uma lesão da alma, o ressentimento. É uma ressentida contra si mesma.

Um filho, numa mulher, é uma transformação. Até uma cretina, quando tem um filho, melhora.

Na mulher, certas idades constituem, digamos assim, um afrodisíaco eficacíssimo. Por exemplo:- 14 anos!

A verdadeira grã-fina tem a aridez de três desertos.

Toda mulher bonita, é namorada lésbica de si mesma.

Na ‘mulher interessante’, a beleza é secundária, irrelevante e, mesmo, indesejável. A beleza interessa nos primeiros quinze dias, e morre, em seguida, num insuportável tédio visual. Era preciso que alguém fosse, de mulher em mulher, anunciando: – ‘Ser bonita não interessa. Seja interessante!’

Não existe família sem adúltera.

A adúltera é a mais pura porque está salva do desejo que apodrecia nela.

Tudo passa, menos a adúltera. Nos botecos e nos velórios, na esquina e nas farmácias, há sempre alguém falando nas senhoras que traem. O amor bem-sucedido não interessa a ninguém.

Nem toda mulher gosta de apanhar, as neuróticas reagem!

Ou a mulher é fria ou morde. Sem dentada não há amor possível.

A mulher ideal deve ser dama na mesa e puta na cama.

A prostituta só enlouquece excepcionalmente. A mulher honesta, sim, é que, devorada pelos próprios escrúpulos, está sempre no limite, na implacável fronteira.

O biquíni é uma nudez pior do que a nudez.

Compartilhar este Artigo

Leia mais artigos em Cotidiano Nelson Rodrigues

Editor - O editor coleta noticias interessantes e publica para informação dos leitores.
Deixe um comentário