Tamanho da Letra: [A-] [A+]

Comentários dos Leitores – 2ª Quinzena Maio 2012

Publicado por Editor em Espaço do Leitor
data: 05/06/2012

Marcos Leonel sobre o artigo “A Disciplina Contra a Instalação Alienígena” publicado em Castaneda e Don Juan

O Texto faz lembrar a frase: “Rigoroso mas não radical”.

————————–

Jônatas sobre o poema “Cubismo” de Wesley Pioest

Profunda e apreciável. Deve ser saboreada lentamente, verso a verso, no silêncio. Semelhante a obra exposta acima da poesia, é complexa, aos olhos ligeiros, reveladora, ao observador penetrante.

[A palavra]

“Em papiro escrita

Em silêncio ecoa”

ecoe!

———————————

De: Comitê Cúpula dos Povos na Rio+20 – Triângulo e Alto Paranaiba sobre o artigo “Comitê Mineiro Cúpula dos povos na RIO+20 por justiça social e ambiental”

Assunto: Solicitação de informações urgente

Realizamos um seminário regional prepatório para a Cúpula dos Povos na Rio+20 e temos os encaminhamentos documentados.Solicitamos informações sobre os procedimentos para encaminhar as contribuições para o Comitê Estadual,de forma qie possa integrar o docmuneto estadual.

————————————————

Juliana sobre o artigo “Embalagens e Recipientes – parte 1 – Bambu, Palha e Capim”

Assunto: peneiras de palha

Olá! Boa noite! Gostaria de saber se vcs sabem quem vende essas peneiras de palha, qual o preço, o tamanho e se enviam pra cidade de Santos em São Paulo. Vou fazer uma festa junina pra minha filha e queria umas 10 ou 12!

Desde já agradeço a atenção!

Juliana

———————————————-

Levi em “Comentários dos Leitores”

Assunto: invenção

Gostaria de saber se voces sabem quem já inventou um marcadorzinho para se saber a quantidade de combustível nos tanques de motos, pois tenho uma e nunca sei se tem ou não combustível no tanque.

——————————————

Alvino sobre a entrevista “Roberto Dimatthus, Artesão”

Assunto: Confeccao de viola

Roberto,

Há algum tempo o Chico me indicou vc para fazer minha viola, por falta de tempo nao te procurei.

Gostaria de saber quanto tempo leva p entrega e o preço para uma viola top,

Favor me informar

Antecipo meus agradecimentos

Alvino

——————————————–

Alvino,

tudo bem, meu irmão?

Me liga no 31-3638-6347

e iremos conversar.

Te aguardo.

Roberto

—————————————————-

Gilnon Oliveira sobre a entrevista “Roberto Dimatthus, Artesão”

OLÁ,amigo.Sou de Jataí GO. Acompanho seu trabalho sou admirador do seu trabalho na arte de fabricar violas.Sou amigo do Marcus Biancardine.Tenho uma viola que vc fabricou para o Renato Andrade em 1997 no qual ele deu para o marcus e eu tive o privilégio de ganhar ela de presente num shou realizado em Jataí no qual participei da abertura do evento.A viola tem uma sonoridade fora do comum, è magiosa linda sem igual.Eu so acho meia dura seria possível corrigir este pequeno probleminha? TÁ a viola do chico lobo foi feita por vc,ele toca na rio abaixo é shou de bola linda em tudo gostaria de saber quanto custa uma viola da quele naipe igualzinha e de que forma vc me faz para eu pagar.Estou esperando sua resposta.Sou técnico em mecânica veicular arranho a viola faço algumas músicas do renato e por aí a fora grato pela atenção até breve.

————————————————

Roberto Dimathus, entrevistado em resposta a Gilnon

Prezado Gilnon, fico feliz com suas referências.

Sobre a sua viola de minha fabricação é possível

adaptar para seu gosto, cada um tem uma preferência.

Também podemos falar de um instrumento novo, sob encomenda,

ligue para mim que a gente acerta, tenho certeza.

Meu telefone é 31-3638-6347.

Grande Abraço.

Roberto.

———————————-

José Carlos Azevedo sobre o artigo “Viva Melhor com Elegância” de Sebastião Verly

Bom dia: Eu vou mais além. Não importaria pra mim quem deu início a falta de elegância se tenho em minha mente que a elegância é aplicada no sentido maior; sou obstinado pela importância do que corresponde elegância no sentido maior. Ou é ou deixa de ser a partir do momento de sua convicção. Assim ser elegante é ser eficaz e simples sem se fazer notar.

——————————————

Antonio Bernardes, sobre o artigo “Saudades da BH de outrora” de Sebastião Verly

Lindo texto do autor, sobre a maravilhosa BH. sou de Formiga, mas nos anos 70, quando trabalhava na construção de uma termoeletrica da Cemig em Betim, meu passatempo preferido era ir pra BH nos finais de semana, ficar zanzando nas imediações da Afonso Pena, e acreditem, passagem obrigatória na Perfumaria Lourdes para comprar um incrivel perfume que vinha num frasco negro, o famoso Artmatic Serena, importado dos Estados Unidos e que a maioria dos jovens de então utilizava quando ia se encontrar com alguma garota. Bons tempos aqueles, pena que o perfume não existe mais.

————————————

Verly em resposta a Antonio Bernardes

Vale a pena relembrar os bons momentos não é Bernardes?

Na verdade, não sou saudosista mas gosto de rememorar os bons momentos.

Muito obrigado por ler meu artigo e pelo comentário.

—————————————

Antonio Bernardes em resposta a Verly.

Caro Verly, a linha que separa a saudade das boas lembranças é tênue, não é verdade? Memória sensorial nos acompanha ao longo dos anos, e é muito prazeroso de vez em quando perceber que não estamos sozinhos quando fazemos um comentário sobre algo bom que nos remete ao passado. abraços,

——————————————

Alberto F Ourique sobre “Memórias gastronômicas de um belorizontino – as bebidas” de Sebastião Verly

Gostaria de compartilhar com vocês que na casa de minha mãe tem uma caneca do refrigerante Gato Preto, que eles davam para quem achasse a tampinha premiada.

Relíquia.

—————————————

Sebastião Verly em resposta a Alberto F Ourique.

Boa lembrança essa das tampinhas premiadas. A gente abria a garrafinha e, antes mesmo de beber o refrigerante, unhavamos a cortiça para descobrir o possível prêmio.

Muito obrigado por ler meu artigo.

————————————————-

Fábio Flausino sobre o artigo “O Circo da minha infância” de Sebastião Verly

Meu nome é Fábio tenho 41 anos de idade moro em Varginha MG, vivi quase toda minha infância em Parques de Diversôes e em Circos ao lado de minha casa onde armava muitos, e me recordo do locutor Delmário na Rádio Inconfidencia anunciando.

“Programa Delmário é o Espétaculo”,onde a Abertura do programa era esse:

“Hoje tem marmelada? Tem sim senhor!

Hoje tem goiabada? Tem sim senhor!

E o palhaço, o que é?

É ladrão de mulher!”

E o Delmário começava com essa abertura do cantor Teixerinha

“O Mundo Do Circo”.

O circo nasceu com o mundo

O mundo nasceu palhaço

É um barracão de lona

Erguido em cabos de aço

Saltador e trapezista

Frutos do mesmo balaço

Conheço o mundo do circo

Platéia saúda seus passos

Artista família unida

No picadeiro da vida

Também tem o seu fracasso.

E depois ele falava a programação de todos os circos e lugares onde eles se apresentavam, depois que o programa terminava ele encerrava com

“TOCA BANDINHA TOCA,

VAI TOCANDO SEM PARÁ,

VAI DIZÊ PRÁ ESTA SODADE,

IR BATÊ NOUTRO LUGÁ!”.

Bons tempos que não voltam mais.

Compartilhar este Artigo

Leia mais artigos em Espaço do Leitor

Editor - O editor coleta noticias interessantes e publica para informação dos leitores.
2 Comentários
  1. Marina

    Olá! tudo bem? Entrei neste site porque coloquei no google Artmatic e apareceu esta página. Estou sempre a procura deste perfume da mocidade de minha mãe e também uma parte de minha adolescencia que me marcou muito, mas nunca mais consegui encontrar. Sou Brasileira e moro no Rio de Janeiro.
    Se você sabe onde encontra-lo pode me informar por favor? Muito obrigada e um grande abraço! Sucesso!

    • Rachel

      Esse perfume não é mais fabricado, a empresa fechou e ninguém se interessou pela fórmula do perfume para continuar a fabricação, infelizmente!!!

Deixe um comentário