Tamanho da Letra: [A-] [A+]

Comentários dos Leitores – 1ª quinzena – março 2013

Publicado por Editor em Espaço do Leitor
data: 18/03/2013

Barbara em “Homens Perigosos”

Tenho 21 anos, estava em um relacionamento a 6 anos, o meu ex marido tem 23, ficamos juntos muito cedo namoramos por 2 anos e os outros 4 moramos juntos, nos dois primeiros anos de relacionamento era perfeito saiamos nos entendiamos, eramos amigos companheiros ele me entendia, apesar de ser um pouco ciumento, mas ao passar do tempo o ciume começou a piorar, começou a dar palpite nas minhas roupas a reclamar das maquiagens, dos amigos e nisso, mesmo eu ficando chateada com a situaçao achava que era amoooor, que era coisa boba, nesse tempo fui me afastando dos amigos sem perceber, até dos familiares, pois ele tinha ciumes até dos meus primoos e nesse tempo eu fui ficando triste não estava aceitando essa situaçao, acabei colocando um fim na relação pois nao aguentava mais tanto ciume e infantilidade da parte dele, ficamos separados por uma semana logo depois disso ele começou a vir atrás de mim, me ligava umas 10 vezes no dia me pedindo desculpa dizendo que estava arrependido, enfim, como eu gostava dele ainda resolvi dar mais uma chance pra nós, voltamos, nas primeiras semanas ele tinha mudado mesmo não tocava mais no assunto dos primos não palpitava sobre meus amigos nem roupas, ai senti realmente que ele havia mudado, nesse periodo ele me pediu em casamento apesar de ser muito nova aceitei, acabamos nos casando, fomos morar na casa dos meu pais, com 17 anos engravidei, acabei dando uma mancada e não me preveni nesse periodo de gravidez, os amigos dele começaram a aparecer a chamá-lo para sair, jogar bola, ele foi ficando frio comigo, começou a desfazer de mim começamos a brigar muito, pois ele mentia muitas vezes que estava em um lugar e estava em outro, chegava de madrugada, nisso acabamos largando pela segunda vez, eu estava quase para ganhar o bebê, nessa fase separados, ele nao ajudou a comprar nada para o enxoval do bebê tudo que meu filho teve foram meus pais que ajudaram, minha mãe pensava que isso iria mudar depois que o nenem nascesse que era medo de ser pai jovem, eu tambem acreditava nisso e mais uma vez depois que a criança nasceu ele se disse arrependido e voltamos depois que tive meu filho não tinha tempo p nada, para me arrumar, fazer unhas ou uma caminhada, ele sempre ficava livre e eu ali com as obrigações de mãe, todos os dias a mesma rotina, tudo começou a ficar dificil, ele queria ter os momentos a sós comigo, ai o bebe estava acordado nao tinha jeito, ele ficava bravo com a situação e sem compreender brigava comigo, ai começou a sair, chegar de madrugada direto, sempre arrumado e dizia que estava só conversando com os amigos, dai em diante sempre foi assim, ai com 5 anos juntos eu descobri que ele havia me traido, confirmei a traição que não foi só com uma pessoa, foi com várias outras e larguei novamente, nisso ficamos um mês largados, nesse um mes ele fez da minha vida um inferno apesar de me trair ele não aceitava a separação e dizia que era culpa minha pq eu n dava atençao a ele o suficiente e me infernizou, falava que iria se matar que n iria deixar eu viver em paz e mais uma vez voltamos e da última vez voltei e ele de novo melhorou e piorou de novo e larguei só que dessa vez ele me agrediu fisicamente e verbalmente, eu pedia p ele olhar o nosso filho para eu tomar um banho ou fazer almoço, ele dizia eu já pago as contas dele, se vira, a mae é voçê, sabe, ignorante, nesses 6 anos, eu nã aguento mais e agora largamos de novo, mas já faz 1 semana, mas deixei bem claro que dei todas as chances que pude e ele não melhorou, além da traição que n é facil de aceitar, fora a agressão eu já estou de saco cheio, ele vem na minha casa de madrugada, fica batendo no portao, ja sentei, conversei, disse p ele q n damos certo, mas ele quer ficar na marra, eu não quero mais, vou começar a fazer faculdade, ele não quer, disse que se eu ficar com alguem ou fazer amigos homem ele vai matar um por um e vai infernizar minha vida, diz q se eu não for dele não vou ser de mais ninguem. O QUE EU FAÇÇÇOOOOO??? POR FAVOR ME AJUDEM!!!!

——————————

Carlos Bittencourt Almeida em resposta a Barbara.

Com frequencia é util dar queixa na delegacia de mulheres contra seu ex marido. A maioria dos homens ameaça e não cumpre. Ir para a cadeia por um assassinato não é um futuro agradável. De qualquer modo viver é sempre perigoso, de um modo ou de outro. É necessário relaxar e desfrutar, apesar de todos os perigos; sem isto a vida fica chata, vazia e cansativa.De qualquer modo todos morreremos um dia. É desagradável lembrar disto para a maioria das pessoas, mas é inevitável. Ou você vive com coragem e alegria, e paga para ver; ou se torna escrava de um canalha e o obedece o resto da vida, ficando viva aparentemente, mas morta por dentro.

—————————

Carlos Bittencourt Almeida em resposta a Danielle no mesmo artigo

Danielle

Eu li teu comentário há vários dias. Fiquei pensando em que eu poderia te ajudar. Acho terrível o casamento que você teve.

Ainda bem que você conseguiu escapar com vida. É natural que seja muito difícil confiar em um homem depois do que você viveu. Mas não basta escapar e sobreviver. É preciso buscar alegria, encantamento, felicidade, todos os dias de nossas vidas. Sem isto viver se torna um fardo, um peso cansativo. O que nos faz felizes é um certo modo de olhar para o que está ao nosso redor, mesmo para o nosso passado. Não desista de ser feliz. Respire fundo e avance com coragem, como você já fez para escapar do inferno. Agora avance com coragem na certeza de que a alegria está sempre ao nosso redor, temos que nos apropriar de modos de olhar para a vida que a tornem doce, suave e encantadora, apesar de toda a dureza, dificuldade e sofrimento. A arte e ciência de ser feliz é a mais difícil que existe e nela todos somos aprendizes permanentes. Eu tenho esperança que você consiga….

——————————

Nádia campos em “Emancipação da Mulher”

É um desafio enorme e uma grande oportunidade a busca diária do encontro com o outro!!! Sim, vale a pena principalmente se a alma não é pequena! Não é mesmo Edméia Faria, assim nas palavras de Pessoa no muro de sua antiga casa? Beijos

———————-

Edméia Faria em resposta a Nádia campos.

Sim, Nádia, querida. Tudo vale a pena, se a alma não é pequena. Pessoa está sempre falando por mim. Antes de escrever no muro da minha casa, em Pompéu, estes versos que param o trânsito, literalmente, eles foram gravados na minha alma. Ainda no início da juventude.

———————

Kesia em “Emancipação da Mulher”

Oi, boa noite, eu acho que assim é bom porque não é justo só as mulheres que tem de fazer os deveres da casa, mas sim os homens também! Obrigado!

———————

Savio Modeno Megale em “Emancipação da Mulher”

Bom dia Edmeia, “tudo vale a pena se a alma não é pequena”

————————–

André em “A Disciplina Contra a Instalação Alienígena”

Parem de fumar e beber, esses vícios pertencem aos demônios (instalação alienígena, repetilianos, etc). Estou na luta com esses seres há muitos anos, o Anticristo é o predador alienigena que hoje domina quase toda humanidade ! Tudo está ligado, tudo é verdade ! Jesus te ama ! Salve Carlos Castaneda !!!

————————————

Ranny Isbelo em “Cidade Administrativa: servidores apreensivos”

eu nao gostei

———————–

Vera Lucia Vieira em “Embalagens e Recipientes – parte 1 – Bambu, Palha e Capim”

gostei muito da materia,muito obrigada

———————

Lourane Lima em “A Copa imaginária”

Excelente!

É uma triste realidade.

————————–

Fernando Mineiro em “Bernardo Riedel, o Professor Pardal brasileiro“

Conheci a amigo Prof. Bernardo em 1978, época em que fiz o curso de iniciação em astronomia ministrado por ele. Adquiri um fantástico telescópio refletor de 180 mm de sua fabricação e mergulhei no mundo da astronomia, hobby que mantenho até hoje com 67 anos de idade. Fui industrial na área de saúde por 20 anos e posso afirmar que o Prof. é realmente um mestre na área de instrumentos óticos, com destaque na fabricação de telescópios. Realmente é o Professor Pardal do Brasil. Lhe farei uma visita para matar a saudade, pois não o vejo há vários anos. O meu abraço amigo para ele.

—————————–

Valdemir Ribeiro Soares

Comprei um telescopio pela internet, ao receber tive uma surpresa, o telescopio não funciona, quero saber se o sr.B.Riedel, pode me ajudar, já entrei em contato com a empresa a qual comprei, mais não obtive respostas.

——————

Resposta dos Editores a Valdmir

Valdemir, o telefone da Fábrica B Riedel é 31- 3461-9922

—————

Wesley em resposta a Antonio Ângelo de Oliveira.

Quando o mestre decreta, recebo em silêncio obsequioso e cumpro: poesia quando falta, sentido deixa de haver, impera a terra arrasada, espíritos de porco se amontoam no altiplano, e havemos de resistir, escrevinhando, à falta de maior musculatura. Evoé, Angelux!

Compartilhar este Artigo

Leia mais artigos em Espaço do Leitor

Editor - O editor coleta noticias interessantes e publica para informação dos leitores.
Deixe um comentário