Tamanho da Letra: [A-] [A+]

Comentários dos Leitores – Abril 2011 – parte 2

Publicado por Editor em Espaço do Leitor
data: 04/05/2011

Junior sobre o artigo “Memórias Gastronômicas de um Belorizontino – as Bebidas” de Sebastião Verly

Li sua matéria e vi que faltou uma foto da sodinha GATO PRETO, pois saiba que tenho uma garrafa com a tampa original furada por prego. Eu também adorava este guaraná, me chamo Junior e tenho uma garrafa guardada na minha casa.

Aí vão as fotos da garrafa, veja na parte de baixo o detalhe do gato em alto relevo.

Abraço.

Júnior.

———————————-

Irineu Baroni sobre a poesia “Marítima” de Antônio Ângelo

Parabéns… Abraços.

———————————

Walma sobre o mesmo poema

Bravo!!!!!!!!

—————————————

Cristiane B sobre o artigo “Limpeza Urbana em Belo Horizonte – parte 6” de Fátima Abreu

Prezados,

Em casa, separamos os materiais reciclados (plástico e embalagens em geral, papel, garrafas de vidro, etc). Gostaria de saber onde poderiamos deixar esses materiais, ou se existe alguém que faria a coleta em nossa casa????

Agradeço desde já,

Att,

————————————————–

Bruno Luis sobre o artigo “Saramago apedrejado em Portugal” de Maria de Lourdes Utsch Moreira

A bíblia realmente é uma fraude mas o mal não existe, Albert Einstein mesmo disse isso uma vez que o mal é a ausência do bem assim como frio é ausência do calor, mas assim como ateus não conseguem provar a inexistência de Deus os cristãos também não conseguem provar o contrário, logo o respeito de ambas as partes deve ocorrer independente de quem acredite, fora que nem todos os membros da ciência descartam a hipótese de Deus.

A bíblia realmente é uma fraude mas o mal não existe, Albert Einstein mesmo disse isso uma vez que o mal é a ausência do bem assim como frio é ausência do calor, mas assim como ateus não conseguem provar a inexistência de Deus os cristãos também não conseguem provar o contrário, logo o respeito de ambas as partes deve ocorrer independente de quem acredite, fora que nem todos os membros da ciência descartam a hipótese de Deus.

————————————–

Valdemir sobre o artigo “Em Salvador – Projeto Pelourinho Cultural”

Como eu faço pra poder participar da Orquestra Fred Dantas?

——————————————-

Roberta sobre o artigo “Moradores tentam interdição de Depósito de Gás” de Vanessa Duarte”

Felizes são vcs q conseguiram interditar esse depósito pois o mesmo só mudou de endereço e continua perturbando os moradores agora no bairro Jaqueline na Região Norte

—————————————-

Sânia Maria Campos sobre o artigo “Inveja e Admiração” de Carlos Bittencourt Almeida

As vezes quando uma pessoa vive uma situação positiva , de alegria, de conquistas comenta-se: Ah que inveja! Mas é no sentido de comemorar juntos e de admiração. Mas a inveja que destrói não é querer ter ou ser como o outro e sim não suportar que o outro possa ter e ser. Infelizmente isto existe nas relações entre as pessoas e é uma experiência complicada, principalmente quando o invejoso é seu chefe. Assédio moral nas organizações tem muito a ver com tudo isto. Abs,  Sânia

——————————————————————-

ANTONIO CARLOS LOCÔ sobre o artigo “Sexualidade Feminina” de Carlos Bittencourt Almeida

CARLOS GOSTEI PROFUNDAMENTE DE SEU ARTIGO SOBRE A SEXUALIDADE FEMININA. FALOU POUCO MAS FOI NO AMAGO DA VERDADE, PODE TER CERTEZA QUE É ISTO MESMO. PARA O HOMEM É DIFERENTE DA MULHER COMO VEEM O PASSAR DO TEMPO EM UM RELACIONAMENTO.

SE OS DOIS NAO SOUBEREM DISTO FICA MUITO DIFÍCIL A SOBREVIVÊNCIA DO RELACIONAMENTO, QUEM MAIS SOFRE HOJE É O HOMEM QUE TEM SE TORNADO A PARTE MENOS PREPARADA COM O PASSAR DOS ANOS.

A MULHER COMO TEM MAIS FACILIDADE DESTA PERCEPÇÃO DEVERIA TER A HUMILDADE DE VOLTAR UM POUCO ATRAS E BUSCAR O HOMEM QUE FICOU PARA TRÁS. ISTO FACILITARA A VIDA PARA O FUTURO. TENHA CERTEZA DISTO.

———————————————

Antonio Flores sobre o artigo “Erotismo e Vida Espiritual” de Carlos Bittencourt Almeida

Muito interessante e de grande relevância para os dias atuais.

Gostei muito do profissionalismo, da estrutura de conhecimento acadêmico, filosófico e visão pessoal do autor.

Atualmente, na minha opinião, assuntos como este deveriam ter mais divulgação, face a perda de vários valores pelos nossos jovens, em função da massificação pela mídia, que mostram outros tipos de valores. Temos de instruir nossos jovens aos valores reais, e não aos fictícios, não que seja um retrocesso, mas dar significado, sentimento e moralidade a um assunto tão importante na vida de todos nós!

Obrigado!

——————————————————-

Mariana sobre o artigo “A mulher que perdeu a calcinha” de Sebastião Verly

Já me aconteceu isso atravessando uma rua de minissaia. Mas eu fiquei envergonhada e corri!!!

————————————–

Folhaovento sobre o artigo “Mercado Imobiliário: para comprar, aguarde!” de Sebastião Verly

…é, por força, tenho q ter pouco mais de paciência.

São suas orientações cabíveis, mas a paciência vem ao toque dos meus parcos recursos. A paciência só não se esgotou pq não tem como.

Como sempre, muito bem escrito, Verly. Gosto de ler o q vc escreve, nem sempre pelo contexto, mais pelo estilo. -Foi ofensivo? -Não foi minha intenção.

Parabéns por mais este seu belo texto. Continuo aguardando a compilação em livros pra tê-los em minha estante.

Cordialmente.

——————————————–

Folhaovento sobre o artigo “Com a graça de Deus, como escreveu Fernando Sabino”

Oi, Verly!

Primeira vez por aqui e não imaginava q tudo fosse tão caprichado…

Gostei, como sempre, do seu texto. Peguei esse quase ao acaso, creio q pq estava mais à mão e gostei.

Não localizei a data de publicação… -Onde será q está?

É apenas curiosidade pra ver se me apercebo do(s) seu(s) estágio(s) de desenvolvimento… rss

Abraço fraterno.

—————————————

Carolina sobre o artigo “Crônica de Ficção” de Sebastião Verly

Não entendi o texto mais achei interessante.

———————————-

Vicente sobre o artigo “Na Era do Rádio” de Sebastião Verly

Boa tarde amigo.

Procurando na internet por alguma referência ao grande radialista Júlio Louzada, me deparei com essa crônica maravilhosa. Confesso meu amigo, que cheguei às lágrimas ao me lembrar da minha querida avó, rezando ao lado do seu inseparável rádio, sintonizada na rádio Tupi, no inesquecível programa do Julio Louzada.

Dizem que quem vive de passado é museu, o que eu digo é que RECORDAR É VIVER !!!!!

Parabéns meu amigo, por essa recordação maravilhosa e que povoou os melhores dias de minha infância !!!

Um grande abraço e que DEUS ABENÇOE você e a todos os seus!!!

Vicente

————————————————-

jota junior sobre o mesmo artigo

Julio Louzada faz muita falta no radio principalmente com as suas orações no final da tarde, era uma época boa principalmente nos anos de 70 e 80. Quanta saudade.

————————————————

luzia Felipe sobre o mesmo artigo

Tenho 52 anos e há um mês perdi minha querida mãezinha, isto me trouxe lindas recordações da minha infância, quando ela, às 18hs, nos falava que era hora de parar a brincadeira para, em volta do rádio, ouvirmos a Ave-Maria com o Júlio Louzada e depois bebermos um pouco da água de um copo, colocado ao lado do rádio. A musica que introduzia o programa era a Ave-Maria de Gounod, que marcou muito minha feliz infância ao lado da mina mãezinha e irmãos, foram os entardeceres mais lindos da minha vida. Lembro-me quando ele faleceu, se não me engano, no final dos anos 80.

———————————————-

Sebastiao Verly sobre o artigo “O Cavalo da Savassi” de Eulália Jordá Poblet

Já escrevi e divulguei muitas vezes que os donos de animais os amam bem mais do que essas senhoras que falam por ouvir dizer. Talvez, se tivessem filhos para criar, pensariam diferente. Só os filhos tornam as mulheres humanas.

Eu chego a me emocionar com o Sr Márcio um dos mais antigos carroceiros da Capital, quando diz que seu cavalo dorme dentro de sua casa, num quarto ao lado do seu. Que vai ao sacolão comprar cenoura para seu cavalo.

Só quem convive com os carroceiros e sabe o que representa para eles os seus animais, pode aquilatar o quanto eles amam esses bichinhos.

Há no momento, um movimento das pessoas mais reacionárias da Capital, criticando os carroceiros com apoio até de Secretários despolitizados.

Não vejo essas senhoras denunciarem os maus tratos das reclamarem das moças e rapazes, pessoas jovens e idosas, que varrem as ruas à noite ou dos carrinheiros que catam materiais recicláveis a noite toda.

Ah, dirão essas alienadas madames, eles ganham para fazer isto.

Temos de lutar primeiro por pessoas humanas. Por nossos filhos e pelos filhos dos pobres trabalhadores.

E depois, com conhecimento de causa, pela defesa da vida em todas as suas manifestações.

Sebastiao Verly

—————————————————-

Giuseppe Persichinni sobre o artigo “Bairro Mangabeiras – BH: llamas, paramilitares e vaias”

Gostaria de divulgar esta noticia:

Defesa Popular – Em luta contra os falsos Condomínios, Mais Uma Vitória dos Moradores do Bairro Jardim das Vertentes, São Paulo – SP no STJ

A Defesa Popular, que tem por princípio a defesa dos Direitos do Cidadão Brasileiro e por consequência, a valorização de nossas instituições de Direito. Apresentamos esta matéria apenas para demonstrar, que o Superior Tribunal de Justiça, diferentemente de algumas opiniões, é a instância máxima deste País e assim como tal, deve ser respeitada, bem como, as suas decisões devem ser consideradas pelos operadores do Direito e da Justiça. Não há mais como aceitar que as mais de 25 jurisprudências que conquistamos, quando apresentadas em recursos, sejam simplesmente ignoradas pelos julgadores como se o STJ sequer existisse.

Assim, a seguir, mais uma expressiva vitória foi alcançada por nosso departamento jurídico, que assiste os moradores do bairro Jardim das Vertentes e milhares de vítimas em todo o País. Aliás, já é a quarta jurisprudência para o bairro Jardim das Vertentes.

A QUESTÃO É: – Até quando os magistrados de “primeira e segunda” instâncias, vão insistir em penalizar os moradores do bairro Jardim das Vertentes bem como os demais, quanto a este engodo promovido por administradoras e associações espertas, que estão se locupletando ilicitamente de uma situação absurda e ilegal?

“Assista ao vídeo do SENADOR Álvaro Dias, ao poder Judiciário”

Fica para as vítimas dos falsos condomínios, mais um alento e uma certeza que os Ministros do STJ são homens coerentes, independentes, sérios e agora promovem a verdadeira celeridade processual das questões que entopem o judiciário. Não há necessidade de se mudar um código para cessar as ações absolutamente ilegais e os necessários processos, basta seguir a jurisprudência.

Informamos que nosso departamento jurídico, já iniciou as ações indenizatórias contra as associações opressoras que deverão responder com seus patrimônios, visando indenizar as vítimas com a necessária compensação de danos morais, pelos anos e anos de desgosto, discriminação, sofrimento, perda de sono, agressões, até mortes em face ao desassossego causado aos moradores de bairros urbanos por uma questão absolutamente desleal e injusta.

JUSTIÇA!

Especiais agradecimentos aos bons prefeitos, aos magistrados, ao Ministério Publico e às demais autoridades que nos tem compreendido e por fim, acolhidos os clamos da população oprimida.

http://www.defesapopular.org – Indique este site à um amigo.

Veja também http://www.defesapopular.blogspot.com – saiba porque somos contra as mudanças do CPC.

Assista nossos vídeos neste site (setor de vídeos – clique aqui)

DPJ – contato 11.5506.6049

Compartilhar este Artigo

Leia mais artigos em Espaço do Leitor

Editor - O editor coleta noticias interessantes e publica para informação dos leitores.
4 Comentários
  1. Conceição Alves Ribeiro

    Quando era criança bebi muito desse guaraná.Estou procurando uma garrafa dessas para colocar no memorial da minha cidade.
    Onde posso encontrar?

    Att,Conceição

  2. alexandre

    olá parabéns pelo site. VocÊ sabe onde posso encontrar uma garrafa destas?

    obrigado

    Alexandre

    • Milton

      Prezado Alexandre, quem nos enviou a foto da garrafa do guaraná Gato Preto foi o Júnior. Enviamos o email pessoal dele p o seu.
      Um abraço dos editores.

  3. Haroldo

    Foi mto bom reviver essa memória, queria mostrar essa sodinha gato preto, e não achava fotos.
    Abraços

Deixe um comentário