Tamanho da Letra: [A-] [A+]

Comentários dos Leitores – 2ª Quinzena – Julho/2011

Publicado por Editor em Espaço do Leitor
data: 05/08/2011

Sergio sobre o artigo “Carlos Castaneda – Frases de Don Juan Matus – Sobre os Caminhos”

ESTACION MARTE COAHUILA, DONDE MEZCALITO ESTA PRESENTE Y TE ATRAPA

————————————————-

Milton Alberto Albuquerque sobre o artigo “Quem tem medo de Deus?” de Antonio Carlos Santini

Muito bem colocado: “quando tememos que a inundação do amor nos roube o controle da própria vida, a começar pelos sentimentos e emoções.”

Quando procuramos ser íntimos de Deus ele nos mostra o seu infinito amor, a sua providência em todas as situações. Mas também nos mostra a nossa dimensão e a necessidade de alterar a rota de nossa vida buscando a submissão incondicional a Ele e a obediência também a Ele. Para obedecer a Deus temos que reconhecer o poder infinito dEle e consequentmente as nossa misérias. Temos que reconhecer que todos os homens são amados e preciosos para Deus. O orgulho, a vaidade, da prepotência, o sentimento de superioridade nos levam a ter pavor de ser íntimo de Deus.

________________________________

maria waldiney da silva “SOS Bocaiúva – Salvemos esta Estação!” de Célia de Souza

O que é que estão esperando as autoridades responsáveis para restaurar este imóvel? Tanto dinheiro jogado fora e a cidade em completa decadência. Simplesmente inaceitável. Por favor tomem uma atitude urgentemente.

—————————————————–

julio cesar da costa sobre o artigo “Na Era do Rádio” de Sebastião Verly

será que não há nenhuma rádio que possa fazer voltar esse programa que tanto nos ensinou quando éramos pequenos e que possa ensinar hoje os nossos filhos o real valor de orarmos? Lembrar de Julio Louzada é inesquecível, e como voltar no tempo antigo quando o povo dava importância aos valores morais, quando era importante ficar reunido com a familia ouvindo suas orações. Será que não tem nenhuma rádio que possa fazer uma réplica desse programa? Será que não há nenhuma rádio que possa fazer voltar esse programa que tanto nos ensinou quando éramos pequenos e que possa ensinar hoje os nossos filhos o real valor de orarmos?

——————————————–

Conceição Alves Ribeiro sobre o artigo “Memórias Gastronômicas de um Belorizontino”

Quando era criança bebi muito desse guaraná, o Gato Preto.Estou procurando uma garrafa dessas para colocar no memorial da minha cidade.

Onde posso encontrar?

Att,Conceição

——————————————-

Bile Carbonero sobre o artigo “O Corpo Energético – parte 1”, em Castaneda e Don Juan

Quando o corpo virou rapidamente

Reparou numa sombra fugaz que corria do canto de seus olhos

E viu que aquela sombra tinha vida

e que sua vida dependia de mim talvez

——————————————-

Lisemara sobre o artigo “A Festa de São João: alegria, espontaneidade e criatividade”

Verly! Ler tuas crônicas é como saborear uma laranja tirada do pé, sentada num banquinho talhado a facão e sentindo o aroma do café recém coado. Leitura gostosa, com riqueza de detalhes que me fazem ver a cena dos teus escritos! Uma maneira simples mas rica de descrever fatos reais, experiencias vividas e outras, apenas imaginadas! Continue assime nos brinde com suas pérolas e enriqueça nosso viver! bjs da Lise*

——————————————–

Virna Laura sobre o artigo “Hamurabi e a Logística Reversa” de Sebastião Verly

Você tem uma sensibilidade e sabedoria ímpares. Além do texto que nos abre novas perspectivas de pensar o nosso fazer diário, o carinho e atenção em responder a cada um de nós, de forma única, e o entusiasmo pela vida em todas as suas manifestações, das mais simples às mais complexas, só me deixam orgulhosa por lhe conhecer e poder compartilhar, pelo menos um pouquinho de seus ensinamentos! Um forte abraço!!!

———————————————

De: Anônimo sobre o mesmo artigo

Incentivem o amigo Verly. Ele vive de elogios e criticas. Quando lhe elogiam ele cria alma nova. Quanto lhe criticam ele fica duas vezes motivado a mostrar o valor que imagina ter. Portanto, comentem aqui o que ele inventou sobre a limpeza urbana. E o que é realidade.

Depois ele os convida para a festa de lançamento do seu livro: Vinhos, queijos, tomates verdes e fritos e tomates secos da vizinha Suzana.

Tudo uma delicia

—————————

Eliza Macedo sobre o mesmo artigo

É sempre um prazer ler o Verly. Acompanho todas as suas crônicas pela Confraria, e, embora não seja uma “confreira” recebo os seus artigos e são todos muito apreciados. Espero continuar a desfrutar de tão deliciosas leituras. Um abraço. Eliza.

————————————————-

Ana Maria Ferreira Leandro sobre o mesmo artigo

O EXTRAORDINÁRIO VERLY tem o dom de nos levar ao abismo de uma tristeza inesperada e aos mais altos e elevados píncaros da alegria. De profunda filosofia humanística e cidadã, Verly gosta de polemizar e provocar seus leitores. Por isto arrasta para si e contra si, paradoxalmente, seus admiradores que precisam lutar ferrenhamente, para conseguirem ver nele o brilho das pérolas que se fecham. É preciso ser quase sábio (ou aprendiz de), para compreender profundamente este homem. Parabéns VERLY. Inversamente ao lixo que o “rei” joga lá fora, você busca para dentro de seus leitores, as riquezas que outros jogam fora. Um verdadeiro “Hamurabi” contemporâneo…

—————————————————————–

Verlim sobre o mesmo artigo

Verly

Ficou bonito este caminho. Além de reler e buscar conhecer um pouco do que os outros pensam ainda descubro novidades como a Eliza Macedo nos brindando com fotografia pra autenticar o comparecimento.

Parabéns pra vocês!

—————————————————–

Dalmir Francisco sobre o mesmo artigo

Olá Verly. Já havia lido antes (e gostado) deste seu texto. Repito: você é bom cronista. Só não sei se é possível adotar o “modelo” de cada um sumir com seu próprio lixo. Mas, de uma certa forma, se pagamos pela coleta de lixo já não cuidamos de nos livrar do lixo, pagando por isso? Já não tem gente disputando (a tapa!!!) o “privilégio” de catar e até de tratar do lixo? Um abraço. Dalmir

————————————–

Floriscena sobre o mesmo artigo

Oxalá, você tenha sucesso em sua empreitada, que, enfim, diz respeito à responsabilidade de todos nós. A reboque, sejam contemplados os restos de “vidas” que circulam, atravessam, misturam-se e se fazem presentes nos lixões. Tanto mais relegados aos aterros da periferia, tanto mais os que vivem do “lixo” tornam-se invisíveis e poupam “incômodos” aos que vivem do luxo. O “esforço” de justiça demonstrado por Hamurabi, mais do que nas sociedades anteriores à era cristã, se faz urgente hoje.

Abraços.

—————————————-

Hélio Fóes sobre o mesmo artigo

Mais uma excelente crônica do Verly.

Ele é igual a um bom vinho.

Quanto mais passa o tempo, melhor fica.

Um abraço do amigo virtual

Hélio

——————————————–

Marco Antônio Nogueira sobre o mesmo artigo

Belo, sério, valioso

e profundo este Artigo

de Sebastião Verly.

Já conhecia inúmeras

crônicas de Verly, publicadas

na Confraria Mineira de Cultura.

VERLY, sem a menor dúvida,

desponta hoje como um dos

maiores cronistas de Minas.

Esperamos que também este

Portal METRO continue

trazendo mais de VERLY.

——————————————–

Thaís Morais sobre o mesmo artigo

Verly..

adoro suas crônicas!

Poste sempre crônicas novas, nós leitores estaremos sempre

ansiosos para ler uma nova crônica sua.

———————————————————

Antonio de Pádua Teixeira sobre o mesmo artigo

Sebastião Verly, nos surpreende a cada artigo que lança.

Com profundidade, ou, somente em textos superficiais, ele consegue transmitir ao leitor, com precisão e clareza, toda essência do seu pensamento.

Parabéns, pelo belíssimo trabalho que vem desenvolvendo.

——————————————

Hugo Borgno sobre o mesmo artigo

Gostei muito desta crônica, Verly é un grande escritor.

—————————————–

Galaxia sobre o mesmo artigo

Torcendo pelo seu carro !!!

Sucesso !!

——————————————-

Dalva Celeste Dorta Neves Adulis sobre o mesmo artigo

que você escreve!

———————————————-

mavi lamas sobre o mesmo artigo

como sempre … leio, absorvo, me delicio com suas cronicas.

————————————————-

Lucas sobre o mesmo artigo

Verly tem todo o meu apoio!

————————————–

Marcilene sobre o mesmo artigo

Verly, sempre arrasando….adoro suas crônicas.

———————————-

Sebastião Verly autor em resposta a Virna Laura.

Virna, de você só espero esse carinho e atenção. Você é minha sobrinha querida, desde os seus primeiros aninhos. Agora poeta de primeira linha e desenhista de altissima qualidade está prestes a nos oferecer seus belissimos poemas e como brinde ilustrados por você mesma.

Quando é que você vai contar pra todo mundo aquela brilhantre experiência de levar o cinema a 62 cidades mineiras que não conheciam aquela arte fantástica?

Muito obrigado.

Verly

————————————————–

Sebastião Verly em resposta a Eliza Macedo.

Eliza,

fico feliz pelo seu comentário. Sinto feliz que você leia o que escrevo. Agora tenho que me esforçar bem mais para apresentar textos e cronicas à altura de pessoas de tão elevado padrão.

Agradeço-lhe de coração.

Verly

————————————————–

Sebastião Verly em resposta a Ana Maria Ferreira Leandro.

EXTRAORDINÁRIA com todas as letras maiusculas é você, minha querida. Minha só não: nossa querida Ana Maria que – honra o papel de mulher – e faz mil e uma coisas ao mesmo tempo. É bom que todos saibam que você é a Coordenadora da União Brasileira de Escritores em Minas Gerais. Que você tem vários e excelentes livros publicados. Que você presta consultoria na área de humanas para as mais concetuadas empresas. Você é linda e admirável. Muito obrigado por dar-se ao trabalho de vir aqui me apoiar e me incentivar.

Verly

—————————————————–

Sebastião Verly em resposta a Anônimo.

Você é o cara. Não perdeu a oportunidade. E para comprovar que sei que é você, passe aqui em casa amanhã para pegar um pote de tomates secos que fui lá na Suzana, a húngara, e adquiri especialmente para o “Anônimo”. De todo jeito ficará guardado até o dia que nos encontrarmos. No mais tardar, na próxima semana,

Verly

———————————————————-

Sebastião Verly em resposta a Verlim de Oliveira Campos.

Muito obrigado, mano véio. Você é responsável pela parte boa de quase tudo que escrevo. Além da revisão você ainda dá pitacos, sugestões, mete o bedelho porque é bem aceito.

Muito obrigado por tudo, principalmente por tudo que sei e aprendi com você. Até as malandragens puras dos nossos tempos de criança.

Um grande abraço

Tião, seu irmão

———————————————————-

Sebastião Verly em resposta a Clarissa.

Você é uma amiga especial. Morou e trabalhou com tanto amor na nossa querida Pompéu. Deveriam conferir-lhe o título de cidadão honorária de Pompéu, tal foi o zelo e carinho com que ofereceu seus conhecimentos ao povo da comunidade, especialmente os mais pobres e mais simples. Parabéns.

Muito obrigado.

Verly

————————————————————

Sebastião Verly em resposta a Dalmir Francisco.

Dalmir, receber este comentário seu é uma suprema honra. Nos últimos tempos você é um dos meus ídolos na Internet. Já lhe escrevi isto. Desde seu aniversário, em pleno carnaval, aumentou ainda mais minha fraternal simpatia por você. Falo sempre com meu filho, João Paulo, também seu ex-aluno e admirador que você é um dos poucos que tece longas conversas amigas e sinceras através de emails. Muito obrigado.

Ah, quanto a gestão dos resíduos sólidos, há muito que mudar. Principalmente na participação popular.

——————————————

Sebastião Verly em resposta a Floriscena.

Floriscena você é um presente que ganhei e ainda quero conhecer pessoalmente. Recebi através dos emails de minha melhor amiga nesta vida. Torço para seu sucesso , depois do mestrado, espero pelo Doutorado e pós. Você é uma dessas pessoas que quanto aniversários comemora mais nova se torna em idéias e projetos. Além do mais você já acrescentou muito no meu marxismo revolucionário. Agradeço-lhe pelas múltiplas contribuições.

Verly

——————————————-

Sebastião Verly em resposta a Hélio Fóes.

Prezado Hélio. Mais do que agradecer, quero me obrigar a melhorar como os vinhos e contribuir aqui e na Confraria para um pouco mais de felicidades para os leitores e amigos. Pois este é meu ponto de vista sobre quem lê e quem escreve. A gente tem de imaginar que quem escreve tem de o fazer para o bem do próximo. Fico feliz com seu apoio. Mais uma vez, obrigado.

Verly, confrade

———————————————

Sebastião Verly em resposta a Marco Antônio Nogueira.

Grande Marco. Você é responsável pelo meu crescimento como “projeto” de escritor. Os primeiros elogios, empurrões para escrever um livro, partiram de sua página e da seu “concerto ” com nossos confrades. Serei sempre muito grato a você por todo o estímulo e apoio. Espero ainda contribuir para o sucesso – que já se vê claro – da nossa tão nobre Confraria. Meu abraço fraternal

Verly

—————————————–

Sebastião Verly em resposta a Galaxia.

Grande Marcelo. A você tenho muito que agradecer pelo apoio constante. E lembrar que nossa mizade começou num curso ali na FATEC da CDL e perdura há tantos anos. É sempre um prazer o contato com você. Muito obrigado.

Verly

———————————————-

Sebastião Verly em resposta a Dalva Celeste Dorta Neves Adulis.

Quando recebo suas mensagens, lembro-me dos nosso primeiro contato há mais de 6 anos em que você ilustrava e, ainda pouco ilustrou mais um, dos meus textos. Sou muito agradecido à sua atenção quase diária. Vindo a BH minha casa está as suas ordens.

Verly

—————————————-

Sebastião Verly em resposta a Mavi

Mavi, agora cearense querida, gostaria de pedir ao Editor deste Portal que se dispusesse a publicar seus poemas. Aqueles sim, dão prazer de ler e reler. Um dia ainda nos conheceremos pessoalmente. Agradeço seu carinho. Verly

——————————————-

Sebastião Verly em resposta a Lucas.

Quem tem um apoio de jovem tão inteligente, precisa de muito pouco a mais na vida. Muito obrigado. Verly

——————————————————-

Sebastião Verly em resposta a Marcilene.

Você, lê e prova que leu tudo que eu escrevo. Sou extremamente grato pela sua atenção. Verly

——————————————————-

Sebastião Verly em resposta aos Comentários no artigo “Hamurabi e a Logística Reversa”

Muito obrigado a todos. Num misto de brincadeira e marketing pessoal, convoquei uma legião de sábios que – por assim serem – usam esta prerrogativa para me atribuir qualidades que mais existem no coração, espírito e mente de cada um destes amáveis comentaristas. Por outro lado, forçam-me a ler mais, estudar e oferecer textos e crônicas de qualidade compatível com tão nobres leitores.

Feliz é o mínimo que posso dizer que estou.

Até um proximo contato.

Verly

———————————————–

Sebastião Verly em resposta a Thaís Morais.

Thais, conheci você no dia 17 de abril deste ano, foi isso? Portanto é a minha mais nova amiga. Fiquei admirado naquela entrevista e, um dia ainda, publicarei a crônica da nossa primeira conversa. Linda sua experiência de estágio na Usina de Balbina. E tome crítica que sobrou até para a Usina de Belo Monte. Parabéns pelo seu caráter e visão de mundo.

Muito obrigado,

Verly

——————————————

Sebastião Verly em resposta a Antonio de Pádua Teixeira.

Pádua, uma amizade de quase meio século. (começamos em 1963) conta muito para gente como nós, sensíveis amorosos.

Sou feliz de contar para os demais colegas e amigos que nos encontramos assim, numa sexta feira a tarde para jogar conversa fora. Muito obrigado meu tão “velho” amigo.

Até depois de amanhã. Tião, nome de amigo daqueles tempos

——————————————–

Sebastião Verly em resposta a Hugo Borgno.

Grande Hugo Borgno. No meu dia a dia, não me canso de elogiá-lo como um homem de profundos conhecimentos técnicos e filosóficos além de ter uma alma da mais elevada qualidade. Ressalto sua grande qualidade de amigo, mas, acima de tudo a de marido, pai e avô.

Você, Hugo, é um cidadão de uma rara espécie. Portanto seu elogio aumenta sensivelmente a minha responsabilidade.

Muitissimo obrigado. Verly

————————————

Sebastião Verly em resposta ao comentário de Angela Riscala ao artigo “A Festa de São João: alegria, espontaneidade e criatividade”

Esta é minha musa. A idéia de me aproximar dessa pessoa maravilhosa, que é Angela Riscala, foi do Doutor Nelson Antônio. E como sou grato a ele por contar com a amizade tão bela e tão sincera. Angela, já lhe escrevi e aqui torno publico: seus elogios me ajudam demais a escrever. Um dia desses, vamos conversar pessoalmente para falar desses meus saudosismos. Muito obrigado.

Abraço do seu amigo sincero, Verly

Compartilhar este Artigo

Leia mais artigos em Espaço do Leitor

Editor - O editor coleta noticias interessantes e publica para informação dos leitores.
Deixe um comentário