Tamanho da Letra: [A-] [A+]

Comentários dos leitores – 2ª quinzena Fevereiro 2018

Publicado por Editor em Espaço do Leitor
data: 01/03/2018

leitores-2018022

wesley em “Uma casa sem livros”

Neste mundo (congado) ainda com alguns poetas, salve antonio angelo, o dono da casa, com seus livros, poemas e palavras em eterna ebulição percorrendo inspirados corredores, indo e vindo pelas portas e janelas sempre abertas. Salve salve.

—————————–

Antonio Ângelo em “Saudades da BH de outrora”

Que bom, Verly, que nos traga todas estas reminiscências! BH bem que merece que alguém vá recolhendo toda esta riqueza de histórias. Lembrei-me do Kibe Lanche, do Cine Paté [onde se podia ver filmes de arte], da propaganda da Drogatel Araújo [24-5000], das deliciosas e tranquilas ruas de Santa Tereza, do Cinquentão e suas horas dançantes, também lá.
Enfim, obrigado por nos revelar tudo isto e nos estimular a re-conhecer a Velha BH.

—————————–

Sebastião Verly em “Medicina popular e curandeirismo – parte I”

Senhor Editor, agradeço o incentivo enorme com a publicação de meus artigos. Para uma nova palestra em 2018, pretendo melhorar e acrescentar comentários de amigos.

—————————–

Sebastião Verly em “Uma casa sem livros”

EU CHEGO SEMPRE ATRSADO PARA FAZER OS COMENTÁRIOS QUE V. MERECE. UM ESCRITOR POETA COMO V. PRECISA SER DIVULGADO. EU APROVEITO PARA MANDAR PARA OS AMIGOS E COMENTAR QUE TENHO DENTRE MEUS AMIGOS UM DOS MAIORES POETAS E uMA DAS MAIORES POETAS QUE JÁ LI. GOSTO DE TUDO QUE V. ESCREVE. CONTINUE A NOS PRIVILEGIAR COM SUAS PALAVRAS ATÉ QUE ESTE PRIVILÉGIO SE ESTENDA PARA A HUMANIDADE TODA. A SUA ERUDIÇÃO PERMITIU V. MOSTRAR COMO PODEMOS VIAJAR INFINITAMENTE SDENTRO DA CASA COM LIVROS. PARABÉNS MAIS UMA VEZ.

—————————–

Silvério Peres em “Roberto Dimatthus, Artesão”

Boa tarde Roberto! Tudo bem? Preciso falar com vc, se possível, me passe o seu contato. Preciso revisar a minha viola.

Obrigado

—————————–

Nilton Ramalho Soares em “Dois ciganinhos”

A Caridade é a essência da vida.

—————————–

Silvia ñ vdd em “Homens Perigosos”

Bom dia, eu realmente não imaginava a quantidade de mulheres que passam por isso. Já passei por violência domestica consegui me livrar, mas foi muito difícil. Agora uma pessoa entrou na minha vida se enfiou na minha casa eu quero me separar, a pessoa não quer, ameaça.Tenho medo e vivo infeliz. Mas estou tentando arranjar um jeito de sair dessa da melhor maneira possível. Sem prejudicar ninguém, sofro com isso. Tenho medo de dar detalhes da situação. Obrigada pelo espaço pra desabafar. Acho que não nasci pra ser feliz.

—————————–

Mauro em “Saudades da BH de outrora”

Tinha a Gurilândia, Brinquedolândia, Scotellaro, Scaramouche, os Geteramas do Parque Municipal, o TRT na rua Curitiba, o DOPS na Afonso Pena, o DI na Lagoinha, a PF no JK, Lojas Brasileiras, CISA, Cine Odeon, Motorauto, Casa Artur Hass, Reauto, Veminas, Restaurante Frango Assado, Agência Riccio, Ted’s…

—————————–

Mauro em “Saudades da BH de outrora”

Big Joy, Camponesa, Merci, Belo Horizonte Couros (Paraná número 100), Museu do Telefone, Fresquinho, as pontes de madeira sobre o Arrudas, semáforo na rua Pouso Alegre com Januária, Zezé, Ruth, Colégio Palomar, lojas Palomar, Lojas São José (Só vendem a vista, mas vendem muito mais barato), Casa das Nações, Vilas Reunidas, Pag Pouco, Peg’s, Armazém do Grilo, Mandabrasa, Medradão, Bocão, El Rancho, Bamps, Tio Patinhas, Tip Top, Laçador, Maribanda, Prisma, São Vicente, Padre Lebret, Humberto Rosas, Demerval Pimenta, Aníbal de Pinho…

—————————–

Compartilhar este Artigo

Leia mais artigos em Espaço do Leitor

Editor - O editor coleta noticias interessantes e publica para informação dos leitores.
Deixe um comentário