Tamanho da Letra: [A-] [A+]

Cícero – Frases – parte III

Publicado por Editor em Cícero, Filosofia
data: 21/11/2013

Conhecimento, História, Filosofia

Se ao lado da biblioteca houver um jardim, nada faltará.

Uma casa sem livros é um corpo sem alma.

Os livros são o alimento da juventude.

A dedicação contínua a um objetivo único consegue frequentemente superar a inteligência.

A memória diminui… se não for exercitada.

A história é testemunha dos séculos, luz da verdade, vida da memória, mestra da vida, mensageira do passado.

O primeiro dever do historiador é não trair a verdade, não calar a verdade, não ser suspeito de parcialidades ou rancores.

A natureza não nos permite conhecer o limite das coisas.

Ó filosofia, guia da vida!

Não saber o que aconteceu antes do teu nascimento seria para ti a mesma coisa que permanecer criança para sempre.

A filosofia é o melhor remédio para a mente.

Não me envergonho de confessar aquilo que ignoro.

Sócrates foi o primeiro a evocar a filosofia do céu à terra, deu-lhe a cidadania nas cidades, introduziu-a também nas casas e obrigou-a a ocupar-se da vida e dos costumes, das coisas boas e das más.

Nada perturba tanto a vida humana como a ignorância do bem e do mal.

Não há nada tão absurdo que não possa ser dito por um filósofo.

Governo, Justiça

Entendo que os chefes devem reconduzir tudo a este princípio: aqueles que eles governam devem ser tão felizes quanto possível.

Justiça extrema é injustiça.

No meio das armas, calam-se as leis.

Para que possamos ser livres, somos escravos das leis.

Que as armas cedam à toga, o triunfo militar à glória cívica.

O orçamento nacional deve ser equilibrado. As dívidas devem ser reduzidas, a arrogância das autoridades deve ser moderada e controlada. Os pagamentos a governos estrangeiros devem ser reduzidos se a nação não quiser ir à falência. As pessoas devem, novamente, aprender a trabalhar, em vez de viver por conta pública.

Nas divergências civis, quando os bons valem mais do que os muitos, os cidadãos devem ser pesados, e não contados.

Prefiro a paz mais injusta à mais justa das guerras.

Compartilhar este Artigo

Leia mais artigos em Cícero Filosofia

Editor - O editor coleta noticias interessantes e publica para informação dos leitores.
Deixe um comentário