Español
Tamanho da Letra: [A-] [A+]

Carlos Castaneda – frases de Don Juan Matus – Sobre o Poder

Publicado por Editor em Castaneda e Don Juan
data: 04/05/2010

O Poder é o mais forte de todos os inimigos. E, naturalmente, a coisa mais fácil é ceder. Afinal de contas o homem é realmente invencível. Ele comanda. Começa correndo riscos calculados e termina estabelecendo regras, porque é um Senhor!

Um homem neste estágio quase nem nota seu terceiro inimigo se aproximando. E, de repente, sem saber, certamente terá perdido a batalha. Seu inimigo o terá transformado em um homem cruel e caprichoso.

Ele nunca perderá sua clareza nem seu poder, porém um homem que é derrotado pelo seu poder, morre sem realmente saber manejá-lo. O Poder é apenas uma carga em seu destino. Um homem destes não tem domínio sobre si, e não sabe quando ou como usar seu poder.

Se o homem estiver apenas temporariamente cego pelo Poder e depois o recusar, significa que a batalha continua. Isto significa que ele ainda está tentando ser um homem de conhecimento. O indivíduo é derrotado quando não tenta mais e se abandona.

Para vencer o poder o homem tem que desafiá-lo propositadamente. Tem que vir a entender que o Poder, que parece ter adquirido, na verdade nunca é seu. Deve controlar-se em todas as ocasiões, tratando com cuidado e lealdade tudo o que aprendeu. Se conseguir ver que a Clareza e o Poder, sem seu controle sobre si, são piores do que os erros, ele chegará a um ponto em que tudo está controlado. Então saberá quando e como usar seu poder. E assim terá derrotado seu terceiro inimigo.

O homem estará então no fim de sua jornada do saber, e quase sem perceber, encontrará seu último inimigo: ….. a Velhice! Este inimigo é o mais cruel de todos, o único que ele não irá conseguir derrotar completamente, mas apenas afastar!

É o momento em que o homem não tem mais receios, não tem mais impaciências de clareza de espírito, um momento em que todo o seu poder está controlado, mas também o momento em que ele sente um desejo irresistível de descansar. Se ele ceder completamente ao seu desejo, e se deitar e esquecer, se ele se afundar na fadiga, terá perdido o último round, e seu inimigo o reduzirá a uma criatura velha e débil. Seu desejo de se retirar dominará toda sua clareza, seu poder e sabedoria.

Mas se o homem sacode sua fadiga, e vive seu destino completamente, então poderá ser chamado de homem de conhecimento.

Compartilhar este Artigo

Leia mais artigos em Castaneda e Don Juan

Editor - O editor coleta noticias interessantes e publica para informação dos leitores.
Deixe um comentário