Humor

Epitáfios

Publicado por Carlos Scheid
Data da publicação: 17/11/2016

Nenhum outro animal enterra seus mortos. Só o homem. O achado de um túmulo assegura ao arqueólogo que ali existiu uma sociedade humana. Com o correr dos séculos, os humanos se habituaram a escrever alguma coisa sobre o túmulo do morto. No mínimo, seu nome e as datas de nascimento e de morte. Mas nada escapa ao humor, outra exclusividade dos homens humanos. Faz tempo que os literatos criaram epitáfios – bem como os...

Première Futebol Clube

Publicado por Carlos Scheid
Data da publicação: 23/06/2016

É jogo da Eurocopa. Ligo na Rede Navegantes. Após a cerimônia de abertura, rola a pelota. Narrador e comentarista começam a dialogar: - Bom dia, craque Beto! - Bom dia, craque Leo! O locutor abre o Almanaque Abril e começa a mostrar seus conhecimentos enciclopédicos: - De camisa amarela, a seleção da Eustáquia, ex-União Soviética. Um país com 20 milhões de habitantes, famoso por sua cerveja. - Na verdade, Leo, sou...

Frases que não vão ficar – parte XXIV

Publicado por Antonio Ângelo
Data da publicação: 12/02/2016

Apaixonado pela vida, sonhava com Atacamas, Kilimanjaros e Himalaias. Pobre alma, arrastou-se por ela como escrevente juramentado. Concluiu que a família do marido era uma Torre de Babel, todos falavam a mesma língua, mas ninguém se entendia. A mulher era do baralho, tanto no ballet quanto no trabalho cometia seu ato falho. A Garota de Ipanema quis ser cantora, mas nunca acertou seu tom. Fazia questão de falar que não acr...

Frases que não vão ficar – parte XXIII

Publicado por Antonio Ângelo
Data da publicação: 15/01/2016

Para político graúdo, milhão é dinheiro miúdo. O príncipe deixou de aparecer quando percebeu alguns fios brancos nas longas tranças de Rapunzel. Bem que a mulher do Homem Bomba avisou: – Não o aborreçam que o pavio dele é curto. Só aquela mulher perdida para amá-lo tão perdidamente. Era muito arredio, não se expondo ao sol para evitar a própria sombra. Consideravam-no meio louco só porque optou por aprend...

Frases que não vão ficar – parte XXII

Publicado por Antonio Ângelo
Data da publicação: 15/12/2015

Com mandriões e malandrões se faz a república sem galardões. Ide todos ao Psicanalista. Opto por continuar ruminando meus medos, angústias e fragilidades. Sem eles, como criar alguma coisa? E serei acaso menos infeliz? Atirou no que não viu e acertou na mosca. O DNA que nos assiste, / mesmo o das ditas elites, / veja que coisa mais tosca, / é quase igual ao da mosca. Que é a vida senão ela própria mais a morte? Metr...

Frases que não vão ficar – parte XXI

Publicado por Antonio Ângelo
Data da publicação: 30/11/2015

Era tanto dinheiro passando debaixo do nariz do executivo da estatal que lhe parecia absolutamente banal embolsar, de vez em quando, um insignificante milhãozinho. Como dizem na roça, quem faz o doce rapa o tacho, quem rapa o tacho lambe o dedo. Acreditava piamente em deus. Em todos, qualquer um. Na coletiva, São Pedro citou a crise, o ajuste fiscal e a falta de funcionários por não conseguir atender aos pedidos de chuva,...

Frases que não vão ficar – parte XX

Publicado por Antonio Ângelo
Data da publicação: 06/11/2015

Essa governante não passa mesmo de uma gerentona, lhe cairia bem o posto de governanta. A adolescente jurou à mãe que não voltaria àquela psicóloga que tentara lhe provar que existe vida fora das cancelas do shopping. Corruptor e corrupto / não regateiam no lucro, / em meio a seus jardins / vê-se grana e não capim. – Tudo bem que a lua de mel seja na lua, – disse a noiva ao astronauta – mas que seja na face ocul...

Frases que não vão ficar – parte XIX

Publicado por Antonio Ângelo
Data da publicação: 21/10/2015

A Justiça é cega e tem pés de Curupira. Depois de virar uma caixa de Viagra na tentativa de auto-extermínio é que descobriu o quanto a vida podia ser boa. Filosofia urbana: – Não se estresse no trânsito; como a vida, ele é transitório. Pode-se pintar o sete / nesta tal de internet; / compra-se o que quiser, / para o que der e vier! O médico havia lhe dito para não ler a bula do medicamento. Leu! ……...