Crônicas Culturais

Aromas – Um escrito despretensioso – parte I

Publicado por Sebastião Verly
Data da publicação: 17/08/2018

Hoje, quero mexer com um dos cinco sentidos da pessoa humana que é o olfato, e com ele é possível verificar o estado de conservação dos alimentos e, sentir aquele perfume de alguém que a gente gosta e, como o cheiro, melhora até o paladar de nossas comidas preferidas. O olfato, como todos os outros sentidos, é muito importante e pode nos trazer diversos prazeres através de cheiros. Cheiros pra se lembrar a vida toda. ...

Dia dos avós e dia fora do tempo – parte II

Publicado por Sebastião Verly
Data da publicação: 02/08/2018

Os Maias tiveram uma ampla gama de conhecimentos desenvolvidos no interior de sua cultura, bastante avançada em estudos matemáticos. Foram eles, por exemplo, que desenvolveram as casas decimais e o valor zero. Eles utilizavam um sistema de contagem numérico baseado em unidades vigesimais e, assim como os olmecas, utilizavam do número “zero” na execução de operações matemáticas. Essa civilização antiga escreveu s...

Dia dos Avós e Dia fora do tempo – parte I

Publicado por Sebastião Verly
Data da publicação: 27/07/2018

Hoje, dia 26 de julho, nosso calendário registra pelo menos dois assuntos significativos. O primeiro se refere à data para celebrar o Dia dos Avós. A partir de 1978 a Igreja Católica determinou 26 de julho como o dia unificado para celebrar a homenagem aos avós. O segundo remete-nos à informação de que a Civilização Maia, em seu calendário anual, estabeleceu o dia 26 de julho como o 1º dia do ano, o Ano Novo maia. ...

Religião, religiões…

Publicado por Carlos Scheid
Data da publicação: 24/07/2018

Maximiliano Fonseca é ateu. Assim ele se declara. Outro dia, comentei com ele: - É uma pena! Um ateu não conhece a adoração… - De modo algum! – respondeu ele. Claro que eu adoro! Sou torcedor do Corinthians e faço parte de uma imensa comunidade de adoradores. Adoramos a camisa do time, beijamos o escudo, e idolatramos os craques. Na falta de incenso, acendemos os sinalizadores no meio da torcida. E se alguém ofe...

Dia do amigo ou da amizade – parte 2

Publicado por Sebastião Verly
Data da publicação: 20/07/2018

Às vezes, as amizades nos levavam a empregos, empreendimentos, cultos religiosos, a ações comunitárias e, por outro lado, às vezes, compartilhávamos festas, farras e toda espécie de momentos de prazeres e alegrias. Conversávamos, praticamente, todos os dias para contar as novidades, trocar experiências, dizer em detalhes sobre um evento – festa ou show – um curso ou o trabalho, sobre professores, novas amizade...

Dia do amigo ou da amizade – parte 1

Publicado por Sebastião Verly
Data da publicação: 12/07/2018

“A amizade é uma alma com dois corpos” (lápide no túmulo do meu pai -1955). Confúcio dizia: “Para conhecer os amigos é preciso passar pelo sucesso e pelo fracasso. No sucesso conhecemos a quantidade e no fracasso a qualidade”. “Afeição, estima, dedicação recíproca entre pessoas”. Segundo o dicionário Aurélio, isso é que é amizade. Durante o curso de nossa vida, muitas pessoas vêm e vão, no entanto, ...

Festas juninas

Publicado por Sebastião Verly
Data da publicação: 27/06/2018

As festas juninas começam no dia 12 de junho, véspera do dia de Santo Antônio, dia 24 é celebrado São João e encerram dia 29 homenageando São Pedro. A origem das festas juninas é pagã. Ainda antes da idade média, as anunciavam o solstício de verão no hemisfério norte e homenageavam os deuses da natureza e da fertilidade, para garantir boas plantações, boas colheitas e tudo de bom que o crente desejar. No Brasil,...

Festas religiosas no Grande Sertão – parte 2

Publicado por Padre Joao Delco Mesquita Penna
Data da publicação: 07/06/2018

A Festa começa com preparativos da sua maior atração inserida na tradição a poucos anos atrás, que é a Cavalgada. Um dos pontos altos deste dia é mesmo a Cavalgada, que caiu no gosto de todos: crianças, jovens e adultos, esperam com ansiedade o ano inteiro, pela chegada do momento da Festa. Depois de degustar um belo café da manhã com pão de queijo e biscoito de peta, polvilho, é hora de pegar a montaria, e começ...