Tamanho da Letra: [A-] [A+]

Resposta ao Comentário do leitor Adriano

Publicado por Carlos Bittencourt Almeida em Psicologia
data: 29/07/2011

Comentário do leitor Adriano ao artigo “Promiscuidade Feminina”:

Prezado Carlos,

vejo que você é um feminista. Não só porque a maior parte de suas clientes são mulheres, mas percebi que você tem um péssimo conceito dos homens. Você acredita mesmo que um homem consegue ser feliz na promiscuidade, sem nenhuma profundidade na relação? Você acha que se for a uma “casa de mulheres” encontrará homens felizes? Ou você imagina que os tipos Don Juan e Casanova são o protótipo de felicidade masculina?

Resposta do autor:

Eu não sei o que você chama de feminista. Tenho sido imensamente feliz com as mulheres e sou muito grato ao que pude receber nesta convivência. É claro que nem sempre sou feliz nestas relações, mas o sofrimento eventual é o preço que se paga pelo risco de viver. Tenho mais amigas do que amigos. Se achar que as mulheres têm direitos iguais aos dos homens é ser feminista, eu o sou. Eu não sei se os homens que frequentam garotas de programa são felizes, mas se eles pagam pelo serviço é porque algum lucro vêem na situação. Acho que o sonho da maioria dos homens seria ter todas as mulheres que desejassem, sem ter que pagar por isto. Talvez fiquem infelizes com uma garota de programa porque têm que pagar. Sabem que ela não foi seduzida nem conquistada. É um golpe na autoestima masculina. Segundo o relato de prostitutas publicado na literatura – veja por exemplo “Diário de Marise” de Vanessa de Oliveira – uma grande parte da clientela é de homens casados. Acho que a maioria dos homens preferiria uma esposa fixa, um lar seguro e outras eventuais, sem tensão e segredo.

A principal diferença que vejo entre homens e mulheres nesta questão é que as mulheres quase sempre desejam um envolvimento erótico e afetivo, mesmo que seja com o amante. E raramente mantêm um laço afetivo e erótico com dois homens por longos períodos de tempo. Tendem a optar ou a reservar os sentimentos mais profundos para um dos parceiros e às vezes mantém o outro laço por razões nem sempre de afeto, mas de outros interesses: econômicos, práticos, por terem filhos em comum, etc. Já a maioria dos homens sentem prazer em envolvimentos quase puramente eróticos, sem afeto, ou com pouco afeto e sem compromisso. Para a maioria das mulheres a palavra compromisso aquece o coração. Para muitos homens, principalmente se já tem uma parceira fixa, compromisso significa ausência de liberdade, prisão, peso e até risco patrimonial e financeiro. Para a maioria dos homens, tendo já uma parceira fixa e segura, dizerem que tiveram dez aventuras com outras mulheres ao longo de um ano é um motivo de glória. Que eu saiba, dentro do que conheci até hoje das mulheres, o mesmo fato não as deixaria felizes. Quase sempre as mulheres que têm vários parceiros ao longo de um ano é porque estão procurando um porto seguro, ou que venha substituir a relação principal ou que a complemente em deficiências importantes.

Quanto a eu ter um péssimo conceito dos homens é uma meia verdade. Sou homem, heterossexual em todos os sentidos, e não me considero um péssimo ser humano. Não sou o único. Mas não sou eu quem inventou o fato que quase todos os estupros são masculinos, a grande maioria das violências corporais entre os casais são masculinas, a maior parte da população carcerária é masculina. Digamos que o gênero masculino, tomado de modo global, não tem ‘ficha limpa’. Não me envergonho de ser homem, nunca. Eu o sou com muito orgulho. Mas acho que os homens têm muito que melhorar.

Compartilhar este Artigo

Leia mais artigos em Psicologia

Carlos Bittencourt Almeida - Psicólogo Clínico e escritor, residente em Belo Horizonte - MG Consultas online? envie suas perguntas.
2 Comentários
  1. Marcos Leonel de campos

    Ótimo texto, realmente desnuda nossas diferenças, psiquicas e comportamentais entre macho e fêmea.

  2. Jack Maddux W.

    I would say that in my opinion, men are entirely more sexual than woman. God played dirty when he made man… our members stay totally swollen untill we get some release! Women on the other hand do not. So, if you look at it that way, we can perhaps can give them a little more slack. right…? c’mon!

Deixe um comentário