Tamanho da Letra: [A-] [A+]

Amadurecer

Publicado por Carlos Bittencourt Almeida em Psicologia
data: 27/01/2011

Existe um amadurecimento que é principalmente biológico. Se a cri­ança recebe de seu ambiente as oportunidades adequadas, o seu potencial biológico vai despertando, e, a cada mês, a cada ano, terá incorporado novas habilidades internas e externas, desenvolvendo mais competência para lidar com os desafios da vida. Este tipo de impulso ao amadurecimento coincide com o período de crescimento corporal. Ele dura até por volta dos 20 anos de idade. Mais ou menos a partir desta época, amadurecer ou não se torna individual. Existem pessoas que pouco amadurecem ao longo da vida. Outras têm grande capacidade de aprender de modo que cada década os coloca positivamente transformados diante das dificuldades da vida.

Amadurecer é sinônimo de crescer, adquirir sabedoria, discernimento e maior capacidade de ser feliz. O que nos faz crescer é conseguir superar dificuldades, obstáculos. Se aquilo que é difícil hoje, daqui a um ano, ou daqui a 10 anos é fácil ou mais fácil, significa que crescemos, que estamos

aprendendo. Se cometemos sempre os mesmos erros, estamos estagnados, apenas envelhecendo, sem aprender. Quando falo de enfrentar obstáculos, superar dificuldades, talvez alguém se pergunte: para que? Viver então é só esfor­ço, dificuldades, problemas, cansaço? E onde fica o prazer, a alegria?

Se colocamos diante de nós tarefas muito difíceis, muito acima de nossa capacidade, ao não conseguirmos realizá-las nos sentiremos frustrados, derrotados, tristes. Se aquilo que fazemos é fácil, monótono, repetitivo, sentiremos tédio, vazio, cansaço, tristeza. Aquilo que é muito fácil ou muito difícil não nos traz alegria. Se aquilo que realizamos é um pouco difícil, mas, com esforço, conseguimos realizar, podemos descobrir a alegria que vem através do esforço, a alegria de crescer, a alegria de ver-se hoje melhor do que ontem. Ou então, se a tarefa diante de nós é fácil, mas nos encanta, nos deslumbra, nos enche de vida, ela também nos enriquece.

Amadurecer se entrelaça com alegria quando conseguimos mergulhar por completo naquilo que estamos fazendo, seja porque é um pouco difícil e por isto exige nossa total atenção, seja porque é belo, apaixonante, interessan­te e por isto nossa atenção naturalmente fica toda focalizada no que estamos vivendo.

Compartilhar este Artigo

Leia mais artigos em Psicologia

Carlos Bittencourt Almeida - Psicólogo Clínico e escritor, residente em Belo Horizonte - MG Consultas online? envie suas perguntas.
Deixe um comentário