Arquivo do Autor

Dois ciganinhos

Publicado por Saulo Soares
Data da publicação: 19/12/2017

Sede de sentido. É o título de um pequeno caderno, do Prof. Viktor Frankl, fundador da Logoterapia, Editora Quadrante. Trata, obviamente, do sentido que “damos” à vida, especialmente à nossa vida. Diz ele que o sentido de nossas vidas não pode ser “dado”, mas somente encontrado. Não podemos criar um sentido, é preciso descobri-lo. Relaciona essa procura e descoberta com a felicidade. Ela, a felicidade, não é a...

Pensia que ela uma balata na minha atlás!

Publicado por Saulo Soares
Data da publicação: 14/06/2017

Nhinhinha. Personagem infantil, irresistível, santa e “milagreira” de Guimarães Rosa, no conto “A menina de lá”, de Pequenas Estórias. Claro, se de Guimarães, a linguagem parecerá um idioma desconhecido que, num beijo de “linguística”, apropria-se de nossas palavras, inventando desinventando, mas que, estranhamente… entendemos. Para ela era “tudo nascendo!”. As palavras não...

“Vê se se enxerga!”

Publicado por Saulo Soares
Data da publicação: 04/05/2017

Dito assim, de supetão, pode parecer agressivo. Pode. Logo imaginamos a mão levantada, a testa franzida e alguns azedos perdigotos a cruzar o céu da cena. Mas – e quase sempre há um “mas” – nem sempre é assim… Pode ser um belo e sábio conselho. De fato, tantos místicos bateram de forma contumaz nesta surrada tecla filosófica: “Conhece-te a ti mesmo!”. Um “vê se se enxerg...