Arquivo do Autor

Boas vindas aos imigrantes!

Publicado por Carlos Scheid
Data da publicação: 14/09/2018

Será mesmo? Tem fundamento a fama de ser o Brasil uma nação hospitaleira? Entendo que essa auréola deve ser tomada cum grano salis, ou seja, com parcimônia! … Nossa história parece desmentir a fama de acolhedores… Ouvi de amigos italianos – concretamente, a família Tomasi – que sua vida ao Brasil foi decepcionante. Saíram da Itália com documentos assinados no consulado brasileiro que garantiam condiç...

Há vagas!

Publicado por Carlos Scheid
Data da publicação: 11/09/2018

Foto: Intelliplan Passando na entrada de uma fábrica, li a estranha placa: “Temos vagas. Preferência para cristãos”. Na volta, reli o anúncio e resolvi parar e procurar pelo gerente. Fui bem recebido e lhe perguntei o motivo da “preferência”. A empresa estava ligada a alguma organização religiosa? Por que motivo preferiam cristãos como empregados. O gerente sorriu. Disse que não pertenciam a nenhuma religião,...

O guarda-chuva de Nhá Chica

Publicado por Carlos Scheid
Data da publicação: 21/08/2018

O leitor já notou que as imagens dos santos sempre trazem um objeto que sinaliza a vida e a missão do eleito de Deus? Para São Pedro, as chaves; para São Paulo, a espada. Com Teresinha de Lisieux, o crucifixo e as rosas; com José de Nazaré, o lírio. É sempre assim. Agora, temos a nova bem-aventurada, Nhá Chica de Baependi. Preso em seus dedos magros, um guarda-chuva velhinho, bem surrado, batido por sóis e chuvaradas...

Religião, religiões…

Publicado por Carlos Scheid
Data da publicação: 24/07/2018

Maximiliano Fonseca é ateu. Assim ele se declara. Outro dia, comentei com ele: - É uma pena! Um ateu não conhece a adoração… - De modo algum! – respondeu ele. Claro que eu adoro! Sou torcedor do Corinthians e faço parte de uma imensa comunidade de adoradores. Adoramos a camisa do time, beijamos o escudo, e idolatramos os craques. Na falta de incenso, acendemos os sinalizadores no meio da torcida. E se alguém ofe...

Minha rua brasileira

Publicado por Carlos Scheid
Data da publicação: 09/02/2018

Meu compadre Zeferim cansou-se da roça e veio para a cidade com armas e bagagens. Ou, como se diz na roça, de mala e cuia. Assim que os móveis e os trastes foram empilhados no apartamento, ofereci-me para mostrar-lhe o bairro, o comércio e tudo o mais. Tomamos a avenida e saímos pela direita. Na primeira esquina, o Fast Food. - Que é isso, Carlito? - É restaurante, compadre. A comida já fica pronta à espera da gente. ...

O Papa na ONU

Publicado por Carlos Scheid
Data da publicação: 06/02/2018

Diante da forte crise internacional que ameaçava a sobrevivência do planeta Terra, o Papa Eleutério III compareceu à ONU em missão de paz. Subindo à tribuna, o Pontífice correu um longo e demorado olhar sobre a assembleia reunida. Ali se reuniam estadistas do Ocidente, os xeques do mundo árabe, investidores dos grandes fundos de investimentos e, naturalmente, os lobbies dos fabricantes de armas. - Meus irmãos – come...

A partilha do boi

Publicado por Carlos Scheid
Data da publicação: 25/01/2018

Quem não se lembra daqueles circos mambembes que atravessavam o interior do país, de cidade em cidade, de aldeia em aldeia, movidos por inexplicável amor à vida circense? Pelos anos 50, palmilhando as estradas de terra vermelha do Sul de Minas, lá vinha o circo… A lona em trapos, o palhaço desbocado, a bailarina gordota, o pangaré magrelo e o picadeiro barrento que o pó de serragem transformava em pasta marrom, f...

A oração de Maricota

Publicado por Carlos Scheid
Data da publicação: 17/01/2018

Naquele sábado, Maricota acordou triste. Mais um dia de solidão. Era sempre assim quando a escola não funcionava. Um vazio imenso tomava conta de seu coração solteiro. Maricota saiu pela rua deserta, calçada de pés-de-moleque, e dirigiu-se para a velha matriz. Nas paredes do edifício colonial, a franja verde da hera cobria toda a pedra. Entrou pela porta lateral e dirigiu-se ao altar de Santo Antônio de Pádua, famoso...