Arquivo do Autor

Fora de moda

Publicado por Carlos Scheid
Data da publicação: 26/05/2017

- Simpática moçoila, eu queria um par de galochas… - Par de quê!? - Galochas… - Um momentinho… Seu Gonçalves, nós temos galochas pra vender? Veio o dono do armarinho com um meio sorriso. - Não. Não temos. O último par foi vendido em 1958, em junho, na semana em que o Brasil foi campeão do mundo na Suécia… - Cáspite! Então já não fabricam galochas?! Vai ver também que o senhor não terá u...

Airoso, pernóstico, prosopopeias…

Publicado por Carlos Scheid
Data da publicação: 10/05/2017

Na esquina de nossa rua, revejo um antigo vizinho. Ele sorri e me cumprimenta: - Você, sempre airoso, hein? Achei que fosse um elogio amistoso e agradeci. Seguindo caminho, porém, veio-me a dúvida: seria mesmo um elogio ou o tipo estava com alguma ironia para cima de mim? Corri ao dicionário. Lá estava: airoso: Do espanhol airoso, Adjetivo, gracioso de movimentos, elegante na aparência, garboso. Aceitei o elogio. Por que...

O samba na mídia

Publicado por Carlos Scheid
Data da publicação: 03/05/2017

Foto: coxinha nerd O samba brasileiro entrou em cena com uma novidade tecnológica: o telefone. Gravado por Donga em 1916, o primeiro exemplar registrado desse gênero musical, intitulado “Pelo telefone“, com boa dose de ironia anunciava: “O Chefe da polícia Pelo telefone manda me avisar Que na Carioca tem uma roleta para se jogar Ai, ai, ai Deixe as mágoas pra trás, ó rapaz Ai, ai, ai Fica triste se és capaz e ...

A noiva ideal

Publicado por Carlos Scheid
Data da publicação: 12/04/2017

Meu sobrinho Serafim – Fininho, para os íntimos – está pensando em casamento. Até ficou noivo no mês de setembro. Sabem como é: primavera chegando, passarinhos cantando, as árvores brotando, os hormônios também trabalham e condicionam as humanas decisões… Pois o Fininho esteve de visita à sua avó, Siá D’Ajuda, lá no arraial da Figueira Velha. Claro, o leitor não sabe onde fica. Mas pode imaginar: uma ...

Conversa de compadre

Publicado por Carlos Scheid
Data da publicação: 23/03/2017

- Entre, compadre! A casa é sua! Primeiro, o Coronel Matias ouviu a porteira bater. Só depois o tropel cadenciado da mulinha marchadeira. Chegou à janela e reconheceu o visitante, que ia atravessando o raso do corguinho. - Ó de casa! – gritou o compadre Janô. Antes que o dono da casa respondesse, o velho Sultão deu dois latidos, meio rouco, só para cumprir a obrigação. Afinal, a visita era conhecida. - Se abolete, c...

Entre ciência e fé

Publicado por Carlos Scheid
Data da publicação: 30/01/2017

No ano da graça de 1772, o renomado físico Lavoisier assinou um relatório da Academia de Ciências, segundo o qual “a queda de pedras vindas do céu era fisicamente impossível”. Em outros termos, os meteoritos ficavam cientificamente proibidos de cair sobre nosso sábio planeta. Infelizmente, a natureza é um tanto rebelde aos postulados acadêmicos… Tanto que, já em 1790, o meteorito Barbotan despencava com fra...

Medicina: pacientes ou cobaias?

Publicado por Carlos Scheid
Data da publicação: 12/01/2017

Entre os motivos de queixas dos cidadãos contra os governantes de hoje, destaca-se a falta de acesso aos serviços médicos. Como pano de fundo, a crença generalizada de que o atendimento médico contribui para a saúde das pessoas. No polo oposto, cresce um movimento cada vez mais forte contra a medicalização da vida, maré reforçada pela divulgação de abusos médicos no mínimo horripilantes: receituário de drogas an...

Epitáfios

Publicado por Carlos Scheid
Data da publicação: 17/11/2016

Nenhum outro animal enterra seus mortos. Só o homem. O achado de um túmulo assegura ao arqueólogo que ali existiu uma sociedade humana. Com o correr dos séculos, os humanos se habituaram a escrever alguma coisa sobre o túmulo do morto. No mínimo, seu nome e as datas de nascimento e de morte. Mas nada escapa ao humor, outra exclusividade dos homens humanos. Faz tempo que os literatos criaram epitáfios – bem como os...