Tamanho da Letra: [A-] [A+]

Conclusão

Publicado por Antonio Ângelo em Poesia
data: 17/03/2014

Aos Mestres

Não inventei Pasárgada
e Itabira para mim
é menos que um retrato na parede.

Vivi entre bananeiras,
vi balões em noites de São João,
Pai Sinfrônio, Vô Mingo,
Ti’Duca e meu irmão Benício
também há muito dormem em sono profundo.

À noite caminho por becos
ruminando minha sina (de “gauche”?);
Minas, não sei onde está
e ainda que me chamasse Carlos ou Manoel
rima não haveria, e nem solução.

Compartilhar este Artigo

Leia mais artigos em Poesia

Antonio Ângelo -
Comentário
  1. Cristina Carvalho

    Falamos juntos, Athos e eu: “Danado, hem?”
    Grande abraço

Deixe um comentário